23 jogos de tabuleiro que utilizam “gimmicks” interessantes

Dogs

Gimmick” é uma expressão do inglês para designar um recurso ou artifício usado para atrair, chamar a atenção. E dentro dos jogos de tabuleiro a expressão é usada para referir-se a um dispositivo ou mecanismo diferente dentro do jogo com a mesma finalidade (ou seja, chamar a atenção).

E independente se a implementação do tal “gimmick” foi boa ou não, vamos falar a respeito de 23 jogos que fizeram o uso de algum dispositivo ou mecanismo de maneira digamos, bem diferente.

20,000 Leagues Under the Sea Game

20000 Leagues Under the Sea

O mecanismo no meio do tabuleiro é girado e os canhões ao redor passam a apontar em direções diferentes, ameaçando assim os submarinos. E você ainda pode dividir seu submarino em duas partes, removendo a parte de cima para indicar que ele está “submerso” (se quiser ver um vídeo sobre esse mecanismo em ação clique aqui).

A la carte

A La Carte

Um jogo sobre cozinha com panelas e ingredientes, tudo para deixar o jogo ainda mais interessante. Ah, ainda é possível com uma expansão virar panquecas com as frigideiras.

Ab in die Tonne

AB in Die Tonne

O jogo tem literalmente uma caixa para jogar o lixo fora da melhor maneira possível para evitar que tudo se espalhe.

Ace of Aces: Handy Rotary Series

Ace of Aces Handy Rotary Series

Cada jogador possui um livro com a visão que o piloto teria, e não existe tabuleiro. As manobras escolhidas apontam para outras páginas que vão dirigindo as batalhas, certamente um uso muito interessante e criativo do livro.

Amerigo

Amerigo

Amerigo possui uma torre onde são colocados cubos de ação, mas que não são imediatamente liberados, forçando os jogadores a pensarem tática e estrategicamente (para ter uma idéia melhor dessa torre, assista esse vídeo aqui).

Andromeda

Andromeda

Andromeda possui uma espécie de planeta que seleciona qual recurso do jogador deve retornar à terra.

Camel Up

Camel Up

Em Camel Up a pirâmide no meio do tabuleiro é uma pirâmide que sorteia os dados. Poderiam ter feito de outra maneira, mas essa pirâmide ficou bem legal dando um ótimo efeito visual ao jogo.

Ca$h ‘n Gun$

Cash and Guns

Ca$h ‘n Gun$ tem como seu principal “gimmick” o uso de armas de EVA para as melhores conversas, blefes e ameaças para torna-lo o gângster mais rico.

Cleopatra and the Society of Architects

Cleopatra and the Society of Architects

Com base em todas essas peças presentes no jogo, que se trata de um jogo de coleção de cartas do mesmo tipo, não é algo necessário, mas que deixa o jogo bem atraente visualmente falando.

Dark Tower

Dark Tower

A torre posicionada no meio do tabuleiro é um dispositivo eletrônico que faz uma série de controles em um jogo bem antigo (1981) mas que ainda hoje fica muito bonito na mesa (veja um vídeo sobre o jogo aqui).

El Grande

El Grande

Em El Grande os jogadores podem depositar cubos na torre sem revelar quantos e posteriormente quem tiver mais cubos na torre recebe os devidos pontos.

Forbidden Desert

Forbidden Desert

Nesse jogo cooperativo do designer Matt Leacock o objeto que deve ser recuperado pelos jogadores é essa simpática nave (!) apresentada acima.

Formula D

Formula D

O jogo de corrida Formula D vem com um câmbio muito bacana!

The Grape Escape

Grape Escape

Um jogo de rolar os dados e mover os personagens, que entretanto são feitos de massinha e sofrem diversos “percalços” pelo caminho.

Lie Detector

Lie Detector

O jogo vinha com um detector de mentiras, usado para validar se a pista em questão era verdadeira ou falsa com base no personagem que estava sendo investigado.

Niagara

Niagara

O tabuleiro de Niagara realmente possui as quedas, literalmente!

River Dragons

River Dragons

Em River Dragons você vai literalmente construir as pontes durante o jogo. Só tome cuidado para ninguém esbarrar na mesa…

TAMSK

Tamsk

Todas as peças do jogo são ampulhetas, o que deve deixar aflito quem tem problemas para controlar o tempo ou pensar melhor na jogada.

Terror in Meeple City

Terror in the Meeple City

Pegar a peça do seu monstro e soltar em cima de um prédio cheio de meeples não tem preço!

The Adventurers: The Temple of Chac

The Adventurers The Temple of Chac

Sinta-se um verdadeiro “Indiana Jones” com paredes o apertando e pedras rolando atrás de você.

The Pillars of the Earth

The Pillars of the Earth

Uma catedral que serve para marcar o progresso dos turnos, à medida que ela vai sendo assim construída.

Tzolk’in: The Mayan CalendarTzolkin

Coloque seus trabalhadores em engrenagens gigantes que estão no tabuleiro e determinarão em quais ações eles trabalharão para você.

Via Appia

Via Appia

No belo tabuleiro você encontra essa espécie de depósito, onde você tira essa parte de madeira, adiciona uma ficha sua, coloca a peça de volta e empurra. As fichas que caírem na outra extremidade são suas (para entender melhor veja esse vídeo aqui).

E você, tem algum jogo onde o “gimmick” chama sua atenção? Compartilha a gente 🙂

Não perca nenhuma novidade curtindo nosso canal na Ludopedia, Facebook, Pinterest e no Instagram  e também siga nosso BLOG.

 

Anúncios

“New Frontiers” é a versão de tabuleiro do Race for the Galaxy

new-frontiers-768x768

A Rio Grande Games anunciou o “New Frontiers“, uma versão independente baseada no jogo Race for the Galaxy (leia nossa análise sobre esse jogo aqui).

O designer Thomas Lehmann oferece diferentes objetivos em cada partida permitindo uma grande rejogabilidade e variedade. Os jogadores construirão impérios galácticos à medida que vão conquistando mundos. Você recebe novas habilidades que permitirão desenvolvimento de tecnologias e produção de bens.

Esteja preparado para explorar novos mundos com os colonizadores, um novo aspecto do jogo. Você também poderá exercer a diplomacia ou permanecer isolado, sendo que ambos os caminhos poderão leva-lo à vitória, assim que uma das 4 condições de final de partida.

Será um jogo para 2 a 5 jogadores, à partir de 14 anos, com duração média da partida de 45 a 90 minutos. O lançamento (lá fora) está previsto nas lojas para Novembro de 2018.

Não perca nenhuma novidade curtindo nosso canal na Ludopedia, Facebook, Pinterest e no Instagram  e também siga nosso BLOG.

7 boas razões para você usar a Ludopedia

Ludopedia

A Ludopedia é o maior portal em língua portuguesa de conteúdo sobre jogos de tabuleiro, e cada dia que passa o portal se torna mais conhecido, com um número crescente de usuários que retornam dia após dia buscando mais informações. E vamos apresentar aqui 7 boas razões para usar a Ludopedia, para caso você não tenha pensado em algumas dessas possibilidades.

Ficar por dentro das novidades e lançamentos

Muitas editoras e canais (inclusive o The Meeple in the Middle) publicam diariamente na Ludopedia as novidades do mercado (tanto nacional quanto internacional) e também os lançamentos, então se você quer conhecer um pouco mais do que vem por ai a Ludopedia é um lugar muito interessante nesse sentido.

Decidir entre o bom e o ruim

A Ludopedia também oferece muito conteúdo relacionado à análise de jogos, tanto escrito quanto em vídeo, e muitas vezes dar uma olhada na opinião de outros pode lhe ajudar a refletir melhor e decidir se o jogo realmente lhe interessa ou se não é aquilo que você estava esperando.

Listar jogos

Uma das funcionalidades da Ludopedia é a criação de listas, e os usuários muitas vezes fazem listas bem interessantes, como TOP 10, jogos que melhoram com a expansão, etc, então vale à pena dar uma olhada na parte das listas e ver o que o pessoal tem listado por lá.

Gerenciar sua coleção

Na Ludopedia é possível tanto você gerenciar sua coleção, adicionando os jogos que possui, o que já jogou, o que já teve quanto registrar suas partidas, facilitando o controle
desse tipo de informação para quem gosta de fazer isso. O portal recebeu uma atualização a algum tempo que tornou-o mais amigável para dispositivos móveis, tornando mais simples o processo de registro de partidas e de gerenciamento da sua coleção de jogos.

Controlar sua lista de desejos

Na Ludopedia você pode marcar jogos que deseja ter e receber notificações quando eles estiverem à venda ou em algum leilão. Essa função é bem interessante para acompanhar o mercado e eventualmente comprar aquele jogo mais difícil de achar que você tanto deseja e estava procurando ele a algum tempo já. Particularmente já comprei muita coisa interessante por lá, com bons preços, mas tenha paciência, pois bons negócios nem sempre aparecem da noite para o dia.

Esvaziar a prateleira

É possível também vender jogos usados na Ludopedia, tanto diretamente através da Ludostore quanto através de leilão. É uma opção bem interessante pois direciona seus jogos para justamente o público alvo, facilitando muito a venda. Antes de fazer qualquer negociação por lá não se esqueça das regras básicas: Verifique bem a reputação do vendedor ou comprador, documente toda a negociação e bons negócios!

Dominar as regras

Na parte do fórum da Ludopedia você pode tirar dúvidas sobre regras com os demais usuários, ou dar uma pesquisada e ver se alguém já teve a mesma dúvida que você, que
acabou sendo já esclarecida. Então lá você consegue muitas vezes dar aquela esclarecida naquele ponto mais obscuro ou naquela regra mais complicada.

E você, já tem uma conta na Ludopedia? Se sim, tem usado o portal de alguma outra maneira? Conte para nós 🙂

Curta e compartilhe nosso conteúdo com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

20 idéias para manter sua coleção de jogos de tabuleiro sob controle (parte 1)

Zanzi 2

Com o aumento da oferta de jogos de tabuleiro no mercado nacional existe uma grande chance da sua coleção crescer dia após dia. E depois de um tempo você começa a refletir se sua coleção não está grande demais, se você está aproveitando-a da maneira que deveria. Um usuário do Board Game Geek montou uma lista bem interessante com algumas recomendações para manter sua coleção em ordem.

Lembrando que são apenas idéias que nem sempre se aplicam a todo mundo, mas de maneira geral são interessantes para quem quer organizar a casa.

Confira abaixo a primeira parte das idéias para deixar sua coleção organizada.

Tente jogar antes de comprar, sempre que for possível

As vezes não é possível seguir essa regra, mas se você fizer um esforço ficará surpreso com a quantidade de jogos que você não vai dar tanta importância independente da posição no ranking ou pelo fato de “todo mundo” dizer que ele será o próximo melhor jogo de todos os tempos. E sinceramente,  é mais fácil avaliar um jogo que você não gastou um monte de dinheiro nele. É claro que as vezes você precisará comprar para jogar, mas nesse caso seja cuidadoso na sua seleção.

Não compre jogos “OK”

Com tantos jogos bons no mercado, porque você vai investir seu precioso dinheiro em jogos que são apenas “OK” ? É quase tão ruim ter um jogo OK na coleção quanto um jogo ruim, pois o jogo ruim irá embora logo, já o jogo OK ficará na sua estante pois ele é bom o suficiente para ficar mas não tão bom o suficiente para ser jogado.

Reduza sua coleção sem dó

Se você não gostou do jogo ou foi apenas um jogo OK em uma categoria já bem “povoada” na sua coleção, ou mesmo se é um jogo que você já está cansado dele, venda-o ou troque. Não fique preocupado com as avaliações dos demais, se você realmente já deu atenção suficiente para o jogo e realmente não gostou. O segredo para manter uma pequena coleção (ou reduzi-la quando necessário) é ter certeza de que realmente cada jogo merece seu lugar ali. É importante também reavaliar constantemente se um jogo que você gostou mas está parado faz um tempo já, se ele ainda merece estar ali. Você realmente vai joga-lo mesmo tendo diversas outras opções para escolher?

E não se preocupe com a possível dificuldade de obtê-lo no futuro caso deseje, jogos bons geralmente voltam ao mercado e com um pouco de sorte e paciência você vai compra-lo novamente.

Evite bons negócios “suspeitos” de jogos que você nunca jogou

Geralmente o negócio é interessante porque o jogo não é. Aquele dinheiro que você investiu naquele título totalmente desconhecido não volta mais e o jogo ficará parado na sua estante.  Um jogo bom pelo seu preço “cheio” é mais negócio pois será jogado muitas vezes. Isso não significa que você não deve aproveitar promoções, muito pelo contrário, tente comprar jogos que você já estava de olho por um preço reduzido. Se aquele jogo em promoção não valia para você seu preço “cheio” provavelmente não será muito jogado nem mesmo pela metade do preço.

Preste atenção ao gosto do seus amigos

Se todos os seus amigos com que você joga gostam de euros rápidos, não importa o quanto você gosta de Twilight Imperium, ele seria uma compra ruim. Claro que se você está realmente interessado em um jogo você pode procurar pessoas que gostem também e nesse caso você jogaria sem talvez precisar comprar o jogo. Mas no geral é importante saber o que seu grupo gosta para fazer boas compras.

Considere os rankings, especialmente quando comprar um jogo que você nunca jogou

Mesmo que você tenha lido o manual e tenha certeza que vai gostar do jogo, uma avaliação geral baixa pode ser um alerta. Leia os comentários e procure entender porquê as pessoas não gostaram do jogo. E mesmo que você tenha jogado e gostado você deveria ficar atento a isso, simplesmente porquê (normalmente) não dá para jogar sozinho e se a maioria das pessoas não gostou do jogo você não vai joga-lo o quanto deseja. Claro que se você tiver um grupo já interessado no jogo, essa regra não se aplica.

Não compre jogos somente “pela possibilidade”

Compre jogos que você quer jogar agora. Com a expansão do mercado fica cada vez mais fácil comprar uma cópia depois daquele lançamento se você quiser joga-lo depois. Está pensando que talvez vá precisar de uma expansão lá no futuro para dar uma renovada naquele jogo? Compre então quando precisar e não agora. Você pode pensar que talvez no futuro essa aquisição seja mais cara do que agora, mas e daí? O dinheiro que você não vai gastar agora por algo que vai ficar parado na sua estante será mais relevante do que uma eventualmente diferença de preço.

Não compre (ou mantenha) grandes jogos que você não gosta

Haverão jogos que todos menos você gostarão. Você pode dar algumas chances e mesmo assim não gostar deles. E isso é perfeitamente normal. Você não deve ter esses jogos na sua coleção só para não ser chamado de  “maluco” por não tê-los. Ter esses jogos só aumentará a chance de ter que joga-los eventualmente quando você preferiria jogar outra coisa mais interessante para você.

Venda ou doe jogos que você não quer mais mas não consegue trocar

Geralmente você consegue bons negócios fazendo trocas, e ao menos que realmente deseje reduzir o tamanho da sua coleção, trocar jogos é uma boa idéia. Mas caso não consiga troca-lo por nada do seu interesse o melhor caminho pode ser a venda. Você pode tentar a troca ou venda em diversos grupos no Facebook ou mesmo na Ludopedia que possui uma extensa listas de trocas com propostas interessantes.

Aplique essas regras para trocas

Não diminua seus requisitos quando trocar jogos. Somente porque você recebeu uma oferta justa para trocar seu jogo por um jogo que você considera “OK” isso não significa que você precise troca-lo. Lembre-se que talvez você ainda precise pagar o envio do jogo, sendo mais um custo para você. Considere trocas da mesma maneira que você deve considerar novas aquisições.

Se você trocar seu jogo por um jogo que você não jogou e nem ao menos conhece, e sem perspectiva de joga-lo pode ser que você talvez tenha que no fim das contas vende-lo, não fazendo sentido trocar seu jogo por algo que vai ter dar o trabalho de vender no futuro.

Qual idéia você achou mais interessante? Já aplicou algumas delas na sua coleção e conseguiu bons resultados? Deixe seu comentário 🙂

Curta e compartilhe nosso conteúdo com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

 

19 idéias para deixar seu Istanbul ainda mais bonito!

istabul

Lançado no Brasil pela GROW, Instabul é um divertido jogo onde os jogadores assumem o papel de comerciantes que precisam negociar mercadorias para conseguirem rubis (se quiser ler nossa análise completa sobre ele clique aqui) através da movimentação por diversos lugares, conseguindo mercadorias, vendendo-as, expandindo sua carroça para assim comprar os preciosos rubis.

E vamos apresentar algumas idéias para você deixar o jogo ainda mais bonito e prático e também para guarda-lo melhor com inserts!

1

Uma carroça mais “realista”.

6

Insert em papel Pluma

7

Insert em papel Pluma

8

Uma peça em acrílico para deixar tudo mais organizado na sua carroça

9

Mais idéias para inserts

10

Mais idéias para inserts e organização.

11

Uma espécie de tabuleiro central para você acomodar as localidades.

12

Mais peças de acrílico, dessa vez para as localidades do jogo.

13

Uma espécie de tabuleiro central para você acomodar as localidades.

14

Mais idéias para inserts e organização.

15

Mais idéias para inserts e organização.

16

Mais idéias para inserts e organização.

17

Fichas para substituir as moedas

18

Insert em MDF

19

Mais idéias para inserts e organização.

20

Mais idéias para inserts e organização.

21

Mais idéias para inserts e organização.

22

Mais idéias para inserts e organização.

23

Mais idéias para inserts e organização.

Na sua opinião, qual acessório e/ou insert traz mais benefícios? Deixe seu comentário!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Vem ai ” Ticket to Ride: New York”

Chegando ao mercado lá fora em meados de Julho de 2018, a Days of Wonder anuncia mais uma versão do Ticket to Ride, o “Ticket to Ride: New York”.

Essa versão usa o mapa de Manhattan e parte do Brooklyn com duração máxima da partida em 15 minutos.

Cada jogador começa com um estoque de 15 táxis, duas cartas de transporte na mão e duas cartas de destino que mostram locais em Manhattan.

Na sua vez ou você compra duas cartas ou coloca táxis no mapa construindo assim uma rota (como no jogo tradicional).

O jogo prossegue até alguém ter dois ou menos táxis no seu estoque. Contabiliza-se a pontuação pelas cartas de destino completados além das atrações turísticas que foram alcançadas pelos seus táxis.

Para 2 a 4 jogadores com valor estimado em US$ 20,00 esse título estava disponível exclusivamente na rede Target a partir de 18 de Julho mas posteriormente também estará disponível em outros locais na América do Norte e Europa.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia, Facebook e no Instagram.

8 jogos de tabuleiro para presentear sua mãe

Dia das mães está chegando, e uma boa opção de presente é um jogo de tabuleiro para sua mãe se divertir. Nessa lista apresentamos 8 jogos bem acessíveis mas que com certeza garantirão horas de diversão e boas risadas. Levamos em consideração jogos com uma relativa simplicidade e também em diversas faixas de preço.

Azul

Azul

Lançado no Brasil recentemente pela Galápagos, Azul além de muito bonito é aquele tipo de jogo que você joga 2-3 partidas na sequência e sempre fica com aquela vontade de jogar mais uma partida para tentar uma estratégia diferente. Não é um jogo barato, mas se sua mãe já gosta de jogar com certeza é uma ótima opção.

Kingdomino

Kingdomino

Trazido ao Brasil pela Papergames, Kingdomino traz como sua mecânica principal a idéia do dominó, o que facilita bastante seu aprendizado e assimilação. Muito simples mas com uma boa dose de decisões certamente vai agradar.

NMBR9

NMBR9

Em NMBR9 cada jogador recebe uma peça em forma de número e deve criar então uma pilha de números, onde cada nível da pilha pontua o nível vezes o número. Um jogo muito simples mas desafiador e interessante.

Potion Explosion

Potion Explosion

Em Potion Explosion o que você fará basicamente é: Retirar bolinhas do dispenser de ingredientes para fazer suas poções, e quando duas ou mais bolinhas da mesma cor encostam você desencadeia uma “explosão” e pode pega-las também. Um jogo muito bonito visualmente, fácil de jogar e com boas decisões durante a partida.

RED7

RED7

Terminar seu turno vencendo, essa é a proposta do RED7, um jogo de cartas bem simples onde cada turno tem uma condição para vencer diferente, ou você cumpre essa condição para continuar no jogo ou pode simplesmente altera-la. Rápido e muito divertido.

Sushi Go!

Sushi Go

Em Sushi Go! (leia nossa análise sobre ele aqui) você precisa acumular cartas em certos padrões, acontece que todas as cartas são compartilhadas e você vai escolher uma e passar as demais para o jogador à sua direita e receber as cartas do jogador à sua esquerda. Muito divertido, é uma opção de um jogo de cartas rápido e bem acessível.

Takenoko

Takenoko

Takenoko, o jogo do adorável panda comilão de bambu é uma ótima opção, seja pela beleza do jogo na mesa e também pelo fato do jogo ser relativamente tranquilo, sendo muito bacana de jogar.

Cartagena

Cartagena

Em Cartagena somos piratas tentando escapar da ilha de Cartagena, e o grande barato desse jogo é justamente a necessidade de saber gerenciar bem suas cartas e usa-las no momento mais oportuno. A versão brasileira da DEVIR ainda conta com diversas expansões e módulos de jogos, que adicionam bastante à partida.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.