Descubra o jeito perfeito de se embaralhar cartas!

shuffle

Irrelevante para uns, motivo de paranóia para outros, o fato é que muitos jogos de tabuleiro utilizam cartas e o embaralhamento delas pode fazer bastante diferença para cada partida, afinal quem nunca ficou bravo por comprar cartas repetidas ou ver uma sequência de cartas que dão a impressão de que o baralho não foi muito bem embaralhado?

E a pergunta que surge então é: Qual a maneira mais eficiente de se embaralhar cartas para gerar a maior aleatoridade possível?

Na prática precisamos descobrir quantas vezes o baralho precisaria ser embaralhado e qual seria a técnica mais eficiente para de fato embaralhar as cartas.

Uma das técnicas que pode ser usada é o “Riffle Shuffle” onde você divide o baralho em duas partes, segura ambas bem próximas e com o dedão você vai soltando as cartas que vão sendo intercaladas, formando um baralho bem misturado.

riffle

É uma técnica que tem um efeito visual bacana, só é preciso praticar um pouco e tomar cuidado para não envergar muito as cartas.

Veja um tutorial muito bacana abaixo:

Outro método de embaralhar é o “Overhand Shuffle” onde você segura o baralho na horizontal e vai puxando cartas com a outra mão da parte de trás e jogando-as na parte da frente. É o método mais comum e conhecido para se embaralhar cartas.

overhand

Uma terceira opção é o “Smooshing” onde você coloca todas as cartas espalhadas na mesa e vai misturando-as por um período de tempo, reunindo-as depois novamente para formar maço de cartas.

smooshing

Mas qual a maneira mais eficiente?

O matemático Persi Diaconis fez alguns estudos nessa área, e de acordo com os modelos matemáticos desenvolvidos por ele, para se ter um embaralhamento quase perfeito o método mais eficiente é o “Riffle Shuffle” que deve ser feito em torno de 7 vezes.

De acordo ainda com Persi, usando o método mais comum, o “Overhand” é necessário faze-lo cerca de dez mil vezes (!) para obter-se um embaralhamento adequado das cartas.

Já o “Smooshing” feito por cerca de 1 minuto garante uma aleatoridade adequada das cartas.

Ele inclusive detalha as idéias por detrás desses números em um vídeo (em inglês) que você pode assistir abaixo:

E agora que você já descobriu o jeito mais eficiente de embaralhar é hora de pegar aquele baralho velho e começar a praticar 🙂

Gostou do nosso conteúdo? Curta nosso canal na Ludopedia, Facebook, Pinterest e no Instagram e também siga nosso BLOG.

Anúncios

Um jogo de cartas cooperativo, “Narabi” vem pela Z-Man Games em 2019

Narabi

Anunciado pela Z-Man Games, Narabi é um jogo de cartas cooperativo para 3 a 5 jogadores.

O jogo é composto por cartas de 0 a 9 juntamente com cartas em branco. Cada jogador recebe um conjunto e também uma “carta de restrição” que direciona a maneira como as cartas podem ser trocadas com outras.

Os jogadores podem perguntar para os demais perguntas no estilo “sim ou não” para assim deduzirem as restrições de movimentos e assim colocar as cartas em ordem numérica na menor quantidade possível de rodadas.

Narabi

Com diversas possibilidades de combinações de cartas e variações na regra, Narabi oferece diversos níveis de dificuldade em um jogo relativamente rápido.

Previsão de lançamento (lá fora) no início de 2019, com mais detalhes na página do jogo aqui.

Não perca nenhuma novidade curtindo nosso canal na Ludopedia, Facebook, Pinterest e no Instagram  e também siga nosso BLOG.

Um jogo por dia 2018 – Monte o robô mais poderoso em RoboTroc!

Robotroc

RoboTroc, lançado no Brasil pela Flick Game Studio é um jogo de cartas, onde somos cientistas meio malucos que estão construindo seus robôs. Cada jogador deve então coletar cartas que serão usadas como peças para montar seus robôs, além de armas para equipa-los.

As cartas são dispostas em um GRID 9×5 e cada jogador vai se movimentado por esse “ferro velho” e recolhendo peças que julga mais interessante para seus robôs. Assim que as todas as cartas forem recolhidas os jogadores poderão ainda roubar cartas adversárias com base na quantidade de armas que possuem.

Por último, com as cartas restantes, tentarão montar seus robôs (cabeça, tronco e pernas) e equipa-los, e quem tiver mais pontos vence.

É um jogo muito interessante e divertido, especialmente para estimular na criançada o reconhecimento e combinação de padrões, além do planejamento com base nas cartas bônus.

Robotroc2

Super leve e fácil de jogar, o jogo também possui um tema bacana, afinal quem nunca quis construir seu robô?

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

KOSMOS anuncia a versão para 4 jogadores do Lost Cities, o “Lost Cities: Rivals”

Lost Cities: Rivals transforma a experiência do já clássico jogo do designer Reiner Knizia Lost Cities (Exploradores em português) para 2 jogadores em uma experiência para 4 pessoas.

Embora no passado já tivemos uma tentativa com o Lost Cities: Board Game, muitos sentiam que a experiência do original era perdida. Agora com o Rivals temos um jogo para 2 a 4 jogadores a partir de 12 anos com duração aproximada de 40 minutos.

LCR

O objetivo do jogo é planejar as rotas de uma maneira que lhe traga mais fama e prestígio. Você também será desafiado a apostar no sucesso das suas próprias expedições. As trilhas das expedições são criadas através do uso de uma série de cartas que combinam a cor e o tipo na mesma sequência.

O manual já está disponível aqui (em inglês) para quem quiser conhecer mais.

Previsão de lançamento lá fora é Agosto de 2018.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Um jogo por dia 2018 – Prepare seus palitinhos em Sushi Go!

Sushi Go

No projeto “Um jogo por dia 2018” foi hora da comida japonesa tomar conta da mesa em Sushi Go! (leia nossa análise completa sobre ele aqui).

Sushi Go! é um jogo bem simples e divertido de jogar, onde cada jogador deve colecionar cartas de acordo com alguns padrões que o jogo estabelece para pontuar. A grande sacada do jogo na minha opinião é a maneira como ele disponibiliza as cartas para os jogadores.

Cada jogador recebe um conjunto de cartas no início da rodada, e deve escolher uma que será colocada na sua mesa de jogo. Após todos escolherem, as cartas são reveladas e os jogadores passam as cartas que restaram nas suas mãos para o jogador à direita.

Dessa maneira, você precisa escolher bem as cartas que tentará colecionar e ficar de olho nas cartas que estão passando por você para tentar aproveitar alguma boa oportunidade.

Simples, muito acessível (inclusive para crianças) e divertido, esse é o Sushi Go!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Trocas de mercadorias, confusão e tumulto em PIT!

Pit

PIT, dos designers Edgar Cayce, Harry Gavitt e George S. Parker é um jogo já bem antigo, pois foi lançado por volta de 1903, onde você assume o papel de um negociante no mercado que deseja monopolizar uma mercadoria. É um jogo de negociação e trocas em tempo real, para 3 a 8 jogadores, com duração de 30 minutos.

Como se joga?

O jogo possui 8 tipos de mercadorias, com 9 cartas cada uma. Separe uma mercadoria para cada jogador que participará da partida (em uma partida com 4 jogadores, por exemplo, você pegará 4 mercadorias).

Embaralhe as cartas, distribua 9 cartas para cada jogador, coloque o marcador de final da partida no meio da mesa e o jogo está pronto para começar.

Seu objetivo na partida é monopolizar uma mercadoria, ou seja, conseguir 9 cartas do mesmo tipo de mercadoria e com isso pegar o marcador de final de partida.

A partida se desenrola em tempo real, onde cada jogador vai oferecer na mesa uma quantidade de cartas da sua mão, sem revelar qual mercadoria ele está trocando. Ele pode oferecer quantas cartas quiser, com a única regra de que todas precisam ser do mesmo tipo de mercadoria.

Posso, por exemplo, oferecer 2 cartas da mercadoria OURO, ou 3 cartas de ARROZ, mas eu não posso revelara mercadoria, só a quantidade de cartas.

E fazendo essas ofertas você tentará coletar todas as cartas do mesmo tipo, para vencer. Importante lembrar que cada mercadoria tem um valor diferente, o que fará diferença na hora da pontuação.

E é justamente nessas trocas que o jogo pega fogo! Pois você tem todos os jogadores oferecendo cartas ao mesmo tempo, em quantidades diferentes.

Não existe nenhuma restrição para as trocas, ou seja, você pode trocar com a mesma pessoa diversas vezes, sendo a única restrição é sempre oferecer cartas do mesmo tipo, não importando a quantidade delas.

E fica um tal de QUATRO, quem quer QUATRO….TRÊS, TRÊS, TRÊS…UM, troco UMA!

No exemplo abaixo eu tenho mais cartas de arroz e gado (2 de cada).

Resolvo trocar 2 de arroz e começo anunciar que tenho 2 cartas para troca e alguém me oferece 2 cartas.

Ao receber minhas 2 novas cartas descubro que a pessoa me deu 2 cartas de gado.

Com essas cartas posso tentar focar em coletar cartas de gado, visto que já tenho 4 de 9.

E assim que alguém conseguir coletar as 9 cartas ele recolhe o marcador de final de partida encerrando as negociações. Avalia-se o valor da mercadoria, marcando essa pontuação para esse jogador, e uma nova rodada se inicia.

O jogo termina quando alguém conseguir 500 pontos, ou uma outra quantidade combinada entre os jogadores.

O jogo ainda possui uma variante que adiciona 2 cartas, o TOURO e o URSO. O touro serve como coringa, então você pode encerrar uma partida com 8 cartas mais o TOURO. Ou você pode ainda coletar 9 cartas e se tiver o TOURO e encerrar a partida o valor da sua mercadoria dobra.

Porém se você terminar a partida com ele na mão sem ser o vencedor da rodada você perde 20 pontos.

Já o URSO é uma carta que apenas lhe dá pontos negativos, então seu objetivo e diversão é passar o URSO para frente, trocando com alguém e dando risada na sequência…

Portanto ao usar essas cartas é possível perder 40 pontos em uma rodada, ficando com o TOURO e o URSO na mão.

Acessibilidade

É um jogo que não depende de cores, pois as mercadorias são diferentes, com desenhos bem claros, além do nome de cada uma. Porém como se trata de um jogo de troca em tempo real não é recomendado para pessoas com dificuldades para segurar cartas ou com alguma limitação motora.

Dá para jogar com crianças?

Somente com crianças mais velhas, pois é necessário segurar todas as cartas, organiza-las, trocar e avaliar o que você tem na mão em tempo real. É preciso decidir em segundos o que segurar, o que passar para frente, e as vezes acontece de você ter a mesma quantidade de cartas de mercadorias distintas na mão, o que vai exigir que você decida qual vai segurar (para tentar fazer a mão de 9 cartas) e qual você vai passar para frente.

Além disso é muito comum começar a trocar e perceber que um tipo de mercadoria está circulando na mesa, e isso exige que o jogador perceba essa tendência e comece a coleta-las para vencer, o que para a criançada não é tão simples, pois exige essa análise.

O que achamos?

PIT foi um dos primeiros jogos que compramos, antes da onda dos jogos modernos, mas que ainda tem um lugar especial aqui, simplesmente porquê é um jogo super simples de jogar e que leva o pessoal ao delírio com a confusão e o tumulto causado pelas trocas.

É muito comum acabar a partida e você ficou dependendo de apenas 1 carta, e é muito legal descobrir quem estava com ela.

Passar o URSO para frente ou mesmo o TOURO é muito engraçado dependendo do momento e além disso PIT é super simples e divertido, mas que precisa do grupo disposto a fazer as trocas e se divertir com isso, não levando as coisas muito à sério.

Ainda jogamos com uma regra diferente, onde colocamos na mesa um número X de colheres, onde X é o número de jogadores menos 1 (em uma partida com 5 pessoas teremos 4 colheres). Quando alguém completa a mão (ou seja, consegue as 9 cartas) essa pessoa recolhe uma colher. Assim que isso acontecer todos devem pegar uma colher, e quem ficar sem marca um ponto negativo. Jogando assim não contamos pontos, mas é super divertido sem o pessoal disputando as colheres.

Mas chega de conversa e vamos trocar algumas mercadorias…e ai quer trocar duas CARTAS?

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia, Facebook e no Instagram.

Street Fighter: The Miniature Game em financiamento coletivo

A Jasco Games está lançando uma campanha de financiamento coletivo para o jogo Street Fighter: The Miniature Game, que será baseado na famosa série de jogos para video game.

Nessa versão para 2 a 6 jogadores com belíssimas miniaturas e com o combate guiado pelas cartas, cada jogador possuirá seu próprio baralho de cartas de ação. Em seu turno o jogador poderá comprar 2 cartas, movimentar-se no tabuleiro e executar 2 ações.

SF2

As ações são simples, incluindo movimento, compra de cartas ou jogar uma carta. As opções de defesa também são, onde os jogadores poderão bloquear ou contra atacar, usando dados de batalha para determinar os resultados.

À medida que os jogadores rolam dados e jogam cartas, um medidor de poder vai aumentando permitindo que se utilize um super ou mesmo ultra combo, como no videogame.

A caixa base virá com 6 lutadores, e mais serão liberados com as metas estendidas do financiamento.

Expansões com chefes trarão componentes para permitir a luta contra o Akuma ou M. Bison.

SF

A campanha vai até 4 de Maio de com a entrega prevista em Março de 2019.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.