Seja o construtor mais eficiente e monte a melhor cidade em “Expancity”

A editora Breaking Games anunciou seu novo jogo de estratégia, o Expanciy.

Para 1 a 4 jogadores, em uma cidade que precisa ser totalmente construída e onde você disputará pela maioria dos pontos. Ganhe pontos ao completar estruturas (seja residencial ou comercial) e também por construir próximo aos lugares mais cobiçados (sempre prestando atenção porque lugares menos valorizados também podem render bons pontos) e também por completar objetivos e contratos.

Expancity Box and Components

Use estratégia para colocar seus lugares e estruturas mas localizações mais vantajosas e seja o melhor construtor em Expancity.

Com data de lançamento no final de Agosto de 2018 (lá fora) para jogadores com mais de 10 anos com duração de 60 a 90 minutos.

Não perca nenhuma novidade curtindo nosso canal na Ludopedia, Facebook e no Instagram  e também siga nosso BLOG

Anúncios

“Sonic Dice Rush” chegando ao mercado!

O porco espinho mais famoso do mundo está de volta ao mundo dos jogos de tabuleiro em “Sonic The Hedgehog Dice Rush” que será lançado pela IDW no final de Outubro de 2018.

Nesse jogo os jogadores vão rolar dados e combina-los com cartas que serão os diferentes níveis dos jogos do Sonic. Alguns níveis darão pontos enquanto outros darão penalidades.

É um jogo em tempo real onde, obviamente, velocidade é essencial. É um jogo de 2 a 4 jogadores, à partir de 8 anos, com duração de 15 a 20 minutos. O jogo vem com 60 cartas e 21 dados em uma lata.

Não perca nenhuma novidade curtindo nosso canal na Ludopedia, Facebook e no Instagram  e também siga nosso BLOG

 

“Munchkin – Unicorns and Friends” é a nova expansão do Munchkin

munchkin-uniorns

O jogo Munchkin (dos designers Steve Jackson e John Kovalic) é um jogo onde você pode (e deve) fazer de tudo para ser o primeiro a atingir o nível 10. Batalhando contra seus amigos, montando times ou traindo alguns, e esse jogo está mais uma vez recebendo uma nova expansão! Munchkin Unicorns and Friends está em financiamento coletivo. Essa expansão vem com cartas como Uniduck, Monoceratops e Nullicorn. Acompanha 9 cartas de portas de unicórnios, cartas de tesouros, uma carta de tesouro de unicórnio entre outras coisas. Existem ainda metas do financiamento coletivo.

Terminando dia 19 de Julho, o financiamento coletivo tem entrega prevista para Dezembro de 2018.

Curta e compartilhe nosso conteúdo com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

 

 

Keyflow, a versão de cartas do Keyflower, anunciado para a SPIEL 18

Keyflow

Dos designers Richard Breese, Sebastian Bleasdale e Ian Vincent, Key Flow foi anunciado para a a SPIEL 18 pela R&D Games.

O rio Key Flow que atravessa as novas terra de Key, carrega barcos carregados com recursos para construções e trocas. Ao longo do rio prédios são construídos, barcos preparados nas docas e animais criados nos campos. Os jogadores devem desenvolver comunidades ao longo do rio e enviar trabalhadores para trabalhar tanto nos seus próprios empreendimentos quando nos negócios dos vizinhos, permitindo assim o desenvolvimento da economia local.

É um jogo de cartas baseado em muitas idéias do excelente Keyflower. O jogo se passa rapidamente em 4 rodadas (estações) permitindo aos jogadores desenvolver seu próprio vilarejo com diversos caminhos para pontuar com seus prédios, animais, trabalhadores e recursos. Em cada rodada o jogador lida com uma quantidade de cartas, onde ele deve escolher uma e passar as demais até que todas tenham sido escolhidas. Toda a pontuação é feita na fase final (inverno).

A pontuação é feita nas cartas de vilarejo de diversas maneiras, seja através das melhorias de cada ou mesmo com o ouro acumulado. Vence quem tiver mais pontos ao final.

Para quem gosta do Keyflower vale à pena ficar de olho nesse lançamento!

Curta e compartilhe nosso conteúdo com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Desenhe estradas e conecte suas uvas e fazendas em Avenue!

wp-1530310223719-243076263.jpg

Avenue, lançado no Brasil pela Papergames, é um jogo onde cada jogador vai desenhar estradas, tentando conectar o máximo de uvas às suas fazendas e castelos…

Um jogo para 1 a 10 jogadores (na verdade o número acaba sendo bem maior se todos conseguirem ver as cartas) com duração média de 15 a 20 minutos, para jogadores à partir de 14 anos.

Como se joga?

Cada jogador recebe uma folha de mapa, uma caneta ou lápis (que não acompanha o jogo). Embaralha-se o baralho de estradas e de fazendas.

Revela-se a primeira fazenda do baralho de fazenda e o jogo está pronto para começar (no exemplo abaixo a primeira fazenda a pontuar seria a B).

wp-15303103746511269279596.jpg

O objetivo é fazer a maior quantidade de pontos ao final da partida e para isso os jogadores vão desenhando em seu mapa as estradas que vão sendo reveladas para conectar as uvas às fazendas.

A cada rodada uma fazenda será a fazenda a ser pontuada, isto é, ao final da rodada se contará quantas uvas estão conectadas. A rodada termina quanto 4 cartas de estradas de cor amarela forem reveladas. Quanto a quarta carta amarela aparece, os jogadores fazem essa estrada normalmente e depois contam seus pontos.

wp-1530310339270967127630.jpg

O jogo se passa em 5 rodadas, ao final delas somam-se os pontos.

Na parte lateral do mapa existe um local para anotar a fazenda da rodada e cada pontuação, bem como a pontuação final dos castelos, a pontuação negativa (dos zeros que falo abaixo) e o total, mostrando assim o cuidado na concepção do jogo.

wp-15303104641482045112692.jpg

Um pouco além da simplicidade inicial existem alguns detalhes que deixam o jogo bem interessante, como o fato de que você precisa sempre fazer mais pontos que sua fazenda anterior. Por exemplo, se na primeira rodada eu fiz 10 pontos, na próxima eu precisarei fazer mais de 10. Se eu não conseguir eu farei naquela rodada 0 (zero) pontos e cada 0 pontos no final do jogo me tiram 5 pontos.

Além disso existem 2 castelos no mapa, e no final da partida cada uva roxa ou verde conectada ao castelo roxo ou verde rende 1 ponto cada, possibilitando assim aos jogadores construírem essa pontuação de final de jogo.

Acessibilidade

É um jogo onde cada jogador precisa desenhar as estradas, e o desenho pode ser feito de qualquer maneira, desde que represente de maneira clara o tipo de estrada, então não é recomendado para pessoas com dificuldades motoras nesse sentido.

wp-15303112185561321479534.jpg

Legenda da imagem: C – Visão comum / P – Protanopia / D – Deuteranopia / T – Tritanopia).

Além disso, quem tem dificuldade para enxergar cores pode ter um pouco de dificuldade para diferenciar os castelos, embora seja possível fazer alguma anotação no mapa para identificar cada um, não sendo isso um grande problema. As uvas possuem formatos diferentes, o que facilita na identificação de cada tipo.

wp-1530310418670999097848.jpg

Além disso na parte inferior do mapa (como no mapa acima) existem números que identificam as estradas, sendo assim o jogador não precisa necessariamente ver qual estrada foi revelada, apenas o número da carta já é suficiente para ele se orientar, o que facilita muito o jogo!

wp-1530310300580-380783341.jpg

Dá para jogar com crianças?

Somente com os mais velhos, pois embora seja simples em sua concepção, Avenue precisa de certo planejamento e tomada de decisão com base nas cartas que vão aparecendo, o que pode ser bastante difícil para os pequenos.

O que achamos?

Um belo lançamento da Papergames, que vem para preencher a lacuna de jogos de desenhar com papel e caneta. Embora simples é muito divertido e interessante, fazendo com que cada estrada seja bem pensada para não atrapalhar seu desenvolvimento. Os castelos no final do jogo também deixam a partida com aquele planejamento de longo prazo. O uso das cartas para mostrar as estradas é ótimo pois deixa o jogo muito tático. Depois de algumas partidas você vai começar a entender as melhores decisões, o que pode deixar os novatos em certa desvantagem com quem já jogou algumas vezes.

A Papergames lançou no Brasil a versão normal que vem apenas com um bloco de mapas (mapa A) e uma versão especial que vem com 3 blocos (mapas A, B e C). Se o estilo de jogo lhe interessa compre a versão especial, pois vale à pena a diversidade de mapas.

wp-1530310491447-2037603139.jpg

Se você fica preocupado com medo dos mapas acabarem você pode compra-los posteriormente ou se preferir plastificar alguns e jogar com canetinhas, apagando os mapas depois da partida. Uma excelente opção para jogar em duas pessoas, pela rapidez e pela possibilidade de jogar em qualquer lugar.

Ótimo jogo, simples, portátil, tático, dá para jogar em qualquer lugar, Avenue é obrigatório!

Curta e compartilhe nosso conteúdo com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

 

 

Colete os minerais mais valiosos em “Minerals”

Minerals da designer Magdalena Sliwinska é um dos títulos que a editora Games Factory planeja lançar na SPIEL 18 em Outubro.

É um jogo que se parece com o Azul, pelo menos na capacidade de chamar a atenção na mesa. Em Minerals existem muitas coisas misteriosas para aprender, especialmente quando esse é sobre as rochas e os minerais. Uma jornada interessante para revelar pedras de uma arte escondida nas profundezas o aguarda.

Os jogadores devem se mover no tabuleiro que eles criaram durante a montagem do jogo enquanto coletam diferentes tipos de peças de minerais. Dependendo do que eles coletarem eles recebem determinado número de pontos de vitória juntamente com a mesma quantidade de pontos de movimento. A coleção de minerais e rochas permitirá você conseguir ainda mais pontos.

As vezes os jogadores poderão usar seus valiosos minerais para ativar cartas de ação que deixam os seus movimentos ainda mais estratégicos.

Quando o tabuleiro for esvaziado significa que o jogo está chegando ao seu fim. Assim o objetivo final é coletar os minerais mais valiosos e acumular o máximo de pontos possível.

Curta e compartilhe nosso conteúdo com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

20 idéias para manter sua coleção de jogos de tabuleiro sob controle (parte 2)

board-games-2

Com o aumento da oferta de jogos de tabuleiro no mercado nacional existe uma grande chance da sua coleção crescer dia após dia. E depois de um tempo você começa a refletir se sua coleção não está grande demais, se você está aproveitando-a da maneira que deveria. Um usuário do Board Game Geek montou uma lista bem interessante com algumas recomendações para manter sua coleção em ordem.

Lembrando que são apenas idéias que nem sempre se aplicam a todo mundo, mas de maneira geral são interessantes para quem quer organizar a casa.

Confira abaixo a segunda parte das idéias para deixar sua coleção organizada (leia a primeira parte aqui):

11. Evite jogos impraticáveis de jogar

Alguns jogos que você goste e queira jogar podem ser quase impossíveis de serem jogados, como jogos muito longos ou difíceis de ensinar. Ou se você joga na casa de outras pessoas o tamanho da caixa também pode ser complicado, ou o tamanho da mesa necessária para jogar. Um jogo bom, que todos gostam mas ainda assim não é jogado é um desperdício de espaço na sua estante.

12. Não gaste dinheiro para economizar dinheiro

Não compre um jogo que você não estava planejando para economizar dinheiro, para conseguir um frete grátis ou mais barato em uma compra maior, por exemplo. Seria melhor esperar você ter jogos mais qualificados para então comprar com o frete grátis, afinal aquele jogo meio desconhecido só para ter um frete grátis talvez nunca seja jogado e permaneça na sua estante apenas ocupando espaço.

13. Evite expansões

A maioria da expansões não valem à pena. Adicionam regras e componentes e as vezes permitem jogar com mais jogadores. O seu conteúdo pode ser bom mas quantas vezes melhor ela tornou o jogo? Na minha experiência são poucas que realmente valem o investimento.

Quando vale à pena compra-las? Quando você realmente ama o jogo e quer mais variedade ao jogo ou tem uma boa razão para crer que a expansão melhorará muito o jogo. Se o comentário geral é “eu nunca mais jogarei o jogo base novamente sem a expansão” é um bom sinal a respeito da expansão. Expansões que substituem componentes do jogo podem fazer sentido também. No geral se você quer mais variedade talvez seja melhor jogar um jogo completamente diferente.

14. Evite sequências especialmente se você possui o original

Na grande maioria dos casos, sequências são como expansões que ocupam mais espaço na estante. Geralmente pegam jogos de sucesso e adicionam mudanças ou complicações. Pela sua natureza, não são diferentes o suficiente do original para justificar possuir ambos e se são melhores que o original não o são muito.

Sequências funcionam para livros e filmes porque as pessoas que gostam do original querem “mais do mesmo” o que não se aplica aos jogos onde você pode simplesmente joga-lo novamente. O grande ponto dessa regra é: Se você realmente quer a sequência de um jogo que já possui porque você acha ela melhor, você deveria passar o original para frente.

15. (Quase) nunca participe de financiamento coletivo

Financiamento coletivo é ótimo para as editoras. Permitem que eles consigam fundos, publiquem e divulguem seus jogos. Ótimo também para colecionadores que desejam aumentar suas coleções.

Mas ele é horrível para quem deseja manter a coleção sob controle. A maioria é de jogos que nunca foram lançados (e consequentemente não podem ser jogados antes) e não dá pra dizer muito bem se o jogo é bom ou não ou mesmo se você ainda terá interesse em mantê-lo na sua coleção quando ele for lançado.
Então quando seria o momento de participar um? Quando for o relançamento um jogo que você jogou antes e realmente quer, ou for uma expansão muito interessante (veja a regra 13 para expansões).

16. Ignore os jogos grátis

Alguns eventos muitas vezes oferecem jogos gratuitos para os participantes. Ao menos que você tenha a oportunidade de pegar algo que realmente lhe interesse você pode deixar passar. Claro que isso ainda não é uma realidade muito presente nos eventos no Brasil, sendo mais comum lá fora, mas o ponto é: Não ocupe o espaço da sua estante com jogos que você não vai jogar.

17. Postergue novas compras

Você experimentou o jogo, gostou bastante e está pensando em compra-lo. Agora, espere um pouco! Ao menos que você queira esse jogo para a noite de jogos dessa semana, espere um pouco antes de compra-lo. Talvez valha a pena esperar você ter mais alguns outros para comprar e aproveitar o frete, ou talvez alguma promoção. Ou seja,espere um pouco até você realmente ter certeza de que deseja comprar esse jogo. Só tome cuidado com essa dica, pois o jogo pode ficar indisponível.

18.  Aplique todas essas regras para sua lista de desejos

Se você eventualmente possui uma lista de desejos e acaba compartilhando-a com seus amigos e família, é uma boa idéia você deixa-la bem atualizada e com todas essas dicas aplicadas à ela.

19. Você não precisa ter todo o jogo que gosta

É necessário manter a coleção dentro do tamanho que você estipulou e para isso você hora ou outra perceberá que não dá para manter todos os jogos que você gosta. No começo do ano eu peguei todos os jogos da minha coleção que avaliei como 7 ou menos e me desafiei a verificar porquê realmente eu precisava mante-los, colocando cerca de 40 jogos na minha pilha de jogos para troca ou venda. Alguns eu doei, outros troquei e vendi, como resultado reduzi minha coleção de 300 para cerca de 250 jogos.

20. Tenha em mente aquilo que seus amigos já possuem

Você tem um grupo regular para jogar? Você tem nesse grupo um amigo que tem um jogo favorito que jogam praticamente todas as vezes? Nesse caso você pode pensar melhor antes de comprar esse jogo, afinal se você tem acesso ao jogo de maneira constante é provável que sua cópia acabe não sendo jogada.

Considere sempre o que seus amigos e grupos de jogos já possuem antes de comprar algo para você que alguém no grupo já possua. Por mais que a tentação seja grande de possuir aquele jogo que você tanto ama, com o passar do tempo você vai joga-lo o suficiente e perceber que talvez realmente foi melhor não compra-lo.

Quais dicas você achou mais relevante para sua realidade? Conte sua experiência de como tem sido manter sua coleção sob controle 🙂

Curta e compartilhe nosso conteúdo com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.