É hora de construir bombas e mais bombas em “Manhattan Project: Chain Reaction”

A corrida armamentista está cada vez maior, e a única esperança para se manter à frente é a construção de novas armas nucleares e você como ministro da Defesa você tem a missão de desenvolve-las antes dos demais…

Manhattan Project: Chain Reaction é um jogo de cartas para 1 a 5 jogadores, com duração de 20 a 30 minutos, indicado para jogadores a partir de 14 anos, lançado recentemente no Brasil pela Papergames.

wp-1523011943299576765863.jpg

Em Chain Reaction você precisa conseguir urânio para construir suas bombas, mas para isso precisará colocar trabalhadores nas minas, fábricas e nas usinas de enriquecimento, para conseguir o “bolo amarelo”, isto é, um material composto por urânio que será depois enriquecido para gerar o urânio puro que servirá para as bombas.

Vence ao final da partida quem tiver mais pontos em bombas e urânio.

Como se joga?

Prepare a mesa, colocando as 4 localidades de referência no centro da mesa, coloque cartas de bomba na quantidade de jogadores, deixe as cartas de bolo amarelo separadas pela quantidade de cada uma, distribua cinco cartas para cada um e o jogo pode começar!

Chain Reaction é um jogo de combinação de cartas, que precisa ser feita da maneira mais efetiva possível, e para isso você possui dois tipos de cartas, os trabalhadores e as construções.

Existem 3 tipos de trabalhadores, cientistas, engenheiros e operários, que estão na parte lateral da carta, e caso sejam usados, a carta deve ser posicionada lateralmente, indicando quais são os trabalhadores que ela está oferecendo.

wp-15230123251961214425783.jpg

Na sua vez, você pode usar uma carta como trabalhador OU como uma construção. Cada carta lhe dá uma quantidade de trabalhadores ou uma construção, e cabe a você decidir como fazer as melhores combinações usando para isso diversas cartas.

Para usar uma construção, por exemplo, você precisa disponibilizar a quantidade de trabalhadores que cada uma exige.

Nos exemplos abaixo, a mina da esquerda precisa de 3 engenheiros (parte de cima da carta) e quando colocados ali, o jogador receberá 5 bolos amarelo, o que é indicado na parte inferior da carta. Da mesma maneira a universidade à direita precisa de um trabalhador de qualquer tipo para fornecer 2 cientistas.

wp-15230124176541075362899.jpg

Na sua vez você pode jogar quantas cartas você quiser, de maneira a obter quantos recursos conseguir e fazer quantas combinações suas cartas permitirem.

No exemplo abaixo, eu coloquei 2 engenheiros para trabalhar em uma mina, e recebi 2 bolos amarelo, dessa maneira eu gastei 2 cartas (uma carta de trabalhador e uma carta de construção).

wp-1523012473445-874695741.jpg

Já nesse outro exemplo, eu coloquei 2 trabalhadores em uma mina para receber 2 bolos amarelo, e na sequência coloquei um cientista para trabalhar em uma usina de enriquecimento, convertendo um dos bolos amarelo que recebi em urânio. Note que para essa jogada em gastei 4 cartas, e ainda fiquei com um bolo amarelo e um urânio.

wp-1523012556840-1187350532.jpg

Todas as cartas jogadas na sua área de jogo são descartadas ao final da sua rodada, e todo o bolo amarelo e urânio que você produziu fica com você.

Você também pode construir bombas, pagando a quantidade de trabalhadores e recursos que cada uma delas exige.

wp-1523012124936-1312896287.jpg

E caso você tenha uma bomba de valor 5 ou maior, você pode carrega-la, ganhando ainda mais pontos por isso.

Existem também cartas que deixam o jogo um pouco mais interativo, como as cartas de espionagem e agente duplo, que permitem você roubar bolo amarelo do seu adversário.

wp-15230126057821906781043.jpg

No centro da mesa existem 4 localidades de referência que podem ser usadas na sua vez quantas vezes você desejar. Elas não são a melhor opção para gastar seus recursos, mas podem ser uma opção interessante de vez em quando.

wp-15230123715591470470137.jpg

Acessibilidade

img_20180406_090134750735694.jpg

Legenda da imagem: C – Visão comum / P – Protanopia / D – Deuteranopia / T – Tritanopia)

É um jogo de cartas que tem pouco texto, facilmente decorável e que não exige distinção de cores, portanto jogadores com alguma restrição visual não terão dificuldade com o jogo. Caso haja alguma dificuldade motora é indicado o uso de card holders (aprenda a fazer um aqui) para ajudar com as cartas.

Dá para jogar com crianças?

Depende um pouco da idade, pois as cartas possuem um pouco de texto, e também eles precisarão entender como fazer as melhores combinações de cartas na sequência mais otimizada, o que pode ser um desafio um tanto quanto complicado. Para os maiores não seria problema, necessitando apenas de algumas partidas para assimilarem bem a idéia do jogo.

O que achamos

Adoramos o Chain Reaction, e foi basicamente por uma razão muito simples: Os combos das cartas!

Existem jogos onde você luta o jogo todo para construir um mecanismo que vai lhe gerar pontos ou produtos assim que você conseguir os bens que precisa. E em muitos casos você sofre a partida toda tentando construir algo que pode não funcionar dependendo das circunstâncias. O Chain Reaction caminha justamente na direção oposta!

Você tem a sensação de realmente estar construindo algo, você pode usar todas as cartas que tem no seu turno, bastando apenas tentar fazer as melhores combinações possíveis.

wp-1523012224921-359750971.jpg

Em certos momentos você vai depender da sorte, ou seja, de ter as cartas que você precisa, mas você pode usar as localidades de referência, e se realmente não tiver nada de interessante você pode no final da sua vez descartar quantas cartas quiser e comprar novas até preencher sua mão com 5 cartas novamente.

É preciso ser rápido e eficiente, pois o jogo termina assim que alguém conseguir 10 pontos em bombas. Além disso a opção de carregar suas bombas lhe dá alguns pontos adicionais e cada urânio não usado também, então dependendo da diferença de pontos você pode em uma jogada aparentemente perdida ganhar o jogo, enriquecendo bolo amarelo e conseguindo urânio.

wp-1523012268813-1838553183.jpg

É um jogo rápido, simples, fácil e muito agradável. O modo solo é interessante para passar o tempo e aprender a jogar.

Funciona muito bem em diversos números de jogadores, inclusive em 2 pessoas. É um jogo leve, para qualquer tipo de jogador sem entretanto perder o desafio.

E ai, vamos construir umas bombas?

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

 

 

 

 

 

Anúncios

Antecipe-se, colha mais sementes e vença nesse jogo para 2 pessoas – Mancala!

20180309_171306-2124266594.jpg

Mancala (ou jogo da semeadura, ou ainda jogo da contagem e captura) é um jogo muito antigo, que embora não tenha sua história definida de maneira muito clara é um jogo presente em muitas sociedades africanas e asiáticas, tendo em muitas delas um papel tão importante quanto o xadrez no ocidente.

É um jogo muito simples e fácil, para 2 jogadores, com duração média de 10 minutos, mas que apresenta algumas decisões interessantes ao decorrer da partida.

Como se joga?

Coloca-se o tabuleiro no centro da mesa. Distribui-se as sementes em quantidade igual nas cavidades de cada lado (menos nas cavidades laterais) e o jogo está pronto para começar.

Seu objetivo é coletar na sua cavidade lateral (a maior, que está à sua direita) a maior quantidade possível de sementes, portanto vence ao final da partida quem tiver mais sementes na sua cavidade lateral.

Na sua vez você deve escolher uma das cavidades na sua frente, pegar todas as sementes que estão ali e distribui-las em sentido anti-horário até acabarem. Essa distribuição inclusive pode continuar nas cavidades do lado adversário.

Veja o exemplo abaixo, o jogador que está controlando as cavidades inferiores escolhe movimentar sua cavidade que possui 4 sementes.

20180309_172239477049702.jpg

Ele então pega todas e sai distribuindo pelas demais cavidades, em sentido anti-horário, até terminarem.

20180309_1723051199527033.jpg

Repare que ele deixou uma semente na sua cavidade à direita, então ele já tem 1 ponto, e além disso ele continuou a distribuição até o lado adversário. Se a distribuição chegar até a cavidade lateral do adversário você não deixa uma semente lá e continua a distribuição do seu lado.

E é justamente esse sistema de distribuição que apresenta os pontos interessantes do jogo, pelo seguintes aspectos:

  • Toda vez que sua distribuição terminar na sua cavidade à direita, você pode jogar novamente, isto é, pegar mais uma cavidade do seu lado e fazer a distribuição.
  • Toda vez que você terminar a distribuição em uma cavidade do seu lado que estava vazia, você pega todas as sementes que estão na cavidade adversária que está do outro lado e acrescenta essas sementes à sua maior cavidade, portanto, terminar em lugares vazios do seu lado vai lhe render alguns pontos!

Veja outro exemplo abaixo, eu tenho 2 sementes em uma cavidade,

20180309_173031-275014153.jpg

Ao movimentar essas sementes a última vai terminar em um espaço do meu lado que está vazio,

20180309_173038-253603185.jpg

portanto eu pego todas as sementes que estão no espaço adversário em frente, colocando-as na minha cavidade lateral, ganhando assim mais pontos!

20180309_17305368320676.jpg

Quando todas as cavidades do seu lado estiverem vazias, o jogo termina e todas as sementes que tiverem ainda nas cavidades adversárias vão para ele. Contam-se as sementes e quem tiver a maioria vence.

É importante lembrar que Mancala, sendo um jogo antigo e popular, possui algumas variações e regras diferentes, que você pode descobrir pesquisando na internet por exemplo.

Acessibilidade

Como o jogo não lida com cores ele é totalmente acessível para quem tem alguma dificuldade visual com cores. Entretanto como é um jogo que manipula peças, se a pessoa tiver alguma restrição ou dificuldade com movimentos pode ter um pouco de dificuldade, embora possa jogar com auxílio da outra pessoa sem problemas.

Dá para jogar com crianças?

SIM! Mancala é ideal para ensinar adição e subtração, além de lógica e raciocínio para levar a criançada a procurar as melhores maneiras de capturar a maior quantidade de sementes. Também é adaptável, sendo que você pode começar o jogo com a quantidade de sementes que você quiser nas cavidades, deixando-o mais simples.

O que achamos?

Um jogo simples, rápido mas que entrega uma boa quantidade de decisões bacanas. Pode ainda ser usado como peça de decoração, como você pode ver abaixo!

Mancala

Além disso, é um jogo muito acessível, sendo que você pode inclusive fazer sua versão caseira (aprenda a faze-la clicando aqui).

O segredo é tentar calcular seus movimentos e antecipar-se, tentando capturar o máximo de sementes e tentar jogar algumas vezes em sequência.

É um jogo bem interessante, para qualquer público e idade, que será jogado em partidas rápidas e talvez em melhor de 3 ou 5.

A versão que temos é a Mini Mancala da MITRA jogos, conheça mais aqui.

Então chega de conversa, é hora de semear e colher em Mancala!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

 

 

10 jogos de cartas que garantem muita diversão para você, sua família e amigos sem sacrificar seu bolso

cards.jpg

Jogos de cartas (Card games) são jogos geralmente mais fáceis, simples e rápidos de serem jogados, sem contudo perder a sensação de jogar um jogo interessante, com bastante desafio e muita bagunça e diversão (em alguns casos). Vamos apresentar para você 9 jogos de cartas que estão disponíveis no mercado brasileiro, que podem ser facilmente encontrados por um preço razoável e que certamente farão sucesso na sua família ou com amigos!

Colocamos na lista jogos de diversos estilos, com jogos de cartas cooperativos, competitivos e aqueles que dedução que geralmente causam bastante discussão 🙂

Vamos à lista!

Fast Food Fear (leia nossa análise sobre ele aqui)

Em Fast Food Fear você (e sua equipe) tem 2 minutos para alimentarem clientes monstros que estão famintos. Um jogo divertido para 3 a 6 jogadores que está saindo em média R$70,00.

Say Bye to the Villains

Say Bye é um jogo cooperativo onde os jogadores precisam derrotar os vilões e para isso devem compartilhar informações e se prepararem para o combate final. Para 3 a 8 jogadores e está saindo em média por R$40,00

Bohnanza (leia nossa análise sobre ele aqui)

Em Bohnanza você deve plantar, colher e vender feijões nesse jogo que envolve muita negociação e entender o momento certo de colher e vender seus preciosos feijões. Para 3 a 5 jogadores custando em média R$50,00.

Good cop bad cop

Em Good cop cada jogador assume um papel no distrito policial, podendo ser um policial honesto ou corrupto ou até mesmo o líder de cada um desses grupos. Cabe a cada um tentar descobrir quem é quem e eliminar o chefe de cada grupo. Para 4 a 8 jogadores custando em média R$30,00.

bang-pocket

Bang

No Velho Oeste cada jogador assume o papel de Xerife, Fora-da-Lei ou até mesmo Renegado, sendo que cada papel vai lhe obrigar a eliminar outros jogadores ou se manter vivo até o final da partida. Para 4 a 7 jogadores saindo em média por R$ 20,00.

lords-of-scotland

Lords of Scotland

O trono da Escócia está vazio, e você deve tentar recrutar os clãs e usar os poderes de cada um deles para conseguir mais seguidores para enfim reinar. Para 2 a 5 jogadores custando em média R$60,00.

M
Medievalia

Invoque criaturas cada vez mais fortes para superar seus adversários, mas tome cuidado, pois o feitiço pode virar contra o feiticeiro. Para a 6 jogadores saindo em média R$ 50,00.

Sushi Go
Sushi Go! (Leia nossa análise sobre ele aqui)

Sushi Go! vai exigir que você monte a melhor combinação de pratos, coletando para isso cartas do mesmo tipo, sendo que você escolhe uma carta e passa as demais para seu oponente. Para 2 a 5 jogadores custando em média R$ 50,00.

red7
Red7

Em RED7 você precisa terminar sua rodada vencendo, seja jogando uma carta que cumpra a condição de vitória ou seja mudando a condição para vencer. De 2 a 4 jogadores custando em média R$ 50,00.

Caixa

Maldito sejas Robin Hood (leia nossa análise sobre ele aqui)

Você precisa enriquecer, coletando cartas do mesmo tipo, mas cuidado, se tiver muitos alvos Robin Hood roubará todas as suas mercadorias. Para 1 a 6 jogadores custando em média R$ 40,00.

E para ajudar a segurar todas essas cartas aprenda a fazer um card holder aqui ou veja algumas idéias de card holder aqui.

Gostou da nossa lista? Recomenda algum outro jogo de cartas fácil de comprar, num preço bacana e que vai trazer bastante diversão?

Deixe sua indicação nos comentários para a gente 😀

Gostou do nosso conteúdo? Curta, compartilhe e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Cuidado com suas mercadorias em “Maldito Sejas Robin Hood”

Caixa

Maldito Sejas Robin Hood é um jogo para 1 a 6 jogadores com duração de 15 a 20 minutos a partir de 14 anos onde cada jogador é um negociante que deseja enriquecer, mas precisa tomar cuidado para que Robin Hood não perceba que você está enriquecendo e você vire o alvo dele.

É um jogo muito simples que envolve troca de cartas, contagem das mesmas e um pouco de negociação, e vence a partida quem tiver mais ponto ao final do jogo.

Cada carta possui 3 informações: O conjunto (ou naipe) o valor numérico e a quantidade de alvos.

2018-02-04 14.39.08

A pontuação é feita com base na quantidade de cartas que você tiver na mesa, sendo que cada carta vale 1 ponto e a maior carta de cada conjunto vale o ponto dela. Por exemplo, se eu possuir 3 cartas do conjunto “jóia” com os valores 2, 3 e 4 eu conto 1 ponto para cada uma (ou seja 3) mais o valor numérico da maior, que nesse caso é 4, totalizando 7 (3+4).

Agora que você sabe como calcular a pontuação final vamos entender como o jogo funciona.

Como se joga?

Cada jogador recebe uma quantidade de cartas, dependendo da quantidade de jogadores, e também entra em jogo uma (ou mais) lenda, que na verdade funciona como um jogador a mais que joga cartas de acordo com as regras descritas nela.

Em uma partida com 4 pessoas, cada jogador recebe 9 cartas, entra em jogo UMA lenda que recebe 7 cartas e teremos 6 cartas no mercado.

2018-02-04-14-56-15.jpg

O manual explica exatamente essa quantidade.

Assim que todos receberem suas cartas, e as cartas do mercado forem colocadas na mesa o jogo está pronto para começar.

Joga-se Robin Hood em 3 fases, que são rápidas mas importantes para você entender a dinâmica do jogo.

Na primeira fase a LENDA revela uma carta do seu baralho (que poderá ser modificada dependendo das condições que a LENDA tem para jogar).

Na segunda fase cada jogador escolhe secretamente uma carta e deixa-a virada para baixo

Na terceira fase algumas lendas podem mudar sua carta (de acordo com sua condição, descrita na carta da LENDA) e todos os jogadores revelam suas cartas, dessa maneira teremos a carta da LENDA(s) e as cartas dos jogadores, todas reveladas.

Concluída a terceira fase vem a resolução, onde as trocas devem acontecer na seguinte ordem:

IGUAIS – Todos os jogadores que possuem carta com o mesmo valor numérico trocam entre si. Se houverem mais de 2, cada um troca com o jogador mais próximo à sua esquerda.

MIN-MÁX – O jogador com a carta de maior valor troca com o de menor valor.

MERCADO – Os demais jogadores que não trocaram nas trocas anteriores trocam com o mercado, em ordem decrescente.

As LENDAS entram nos dois primeiros tipos de troca, caso a LENDA precise trocar com o mercado, ela não o faz, mas coloca sua carta diretamente em sua mesa de jogo.

Cada carta trocada fica na sua mesa, como parte do seu estoque de cartas que contará para a pontuação no final da rodada.

Joga-se até que todos fiquem com 1 carta na mão que deve ser descartada.

Um grande detalhe no jogo é que todas as cartas do mesmo conjunto que tiverem a maior quantidade de alvos deve ser descartada. Por exemplo, eu tenho 3 cartas do conjunto “tecido” e essas cartas possuem no total 4 alvos. Se essa quantidade de alvos for a maior na mesa para esse conjunto, eu perco essas 3 cartas, elas são descartadas.

2018-02-04 14.39.44

Ou seja, acumular muitos alvos não é um bom negócio, exceto se você acumular a maior quantidade de alvos de todos os naipes, nesse caso você conseguiu ser o mais pobre da mesa e com isso ganha 50 pontos (pode ser uma estratégia interessante).

Depois que a rodada terminou, verifica-se quem tem a maior quantidade de alvos de cada conjunto, retiram-se essas cartas e a pontuação é feita conforme expliquei no começo.

Deve se jogar uma rodada por jogador na mesa, sendo que o maior pontuador de todas somadas é o vencedor.

Acessibilidade

É um jogo de cartas que se baseia essencialmente em números e naipes, de maneira que as cores são irrelevantes do ponto de vista da acessibilidade. Portanto é um jogo adequado para todos os públicos, sendo necessário eventualmente um card holder (aprenda a fazer um aqui) para pessoas que possuem dificuldade em segurar cartas.

O que achamos?

Maldito Sejas Robin Hood é um jogo diferente, que tem uma certa dose de negociação envolvida, que só é percebida depois que os jogadores jogarem 2 ou 3 partidas. É um jogo para quem gosta de contar cartas e ficar atento ao que está acontecendo. Como toda a informação de jogo de cada um é aberta é possível ver quem tem mais alvos de cada conjunto para tentar evita-los.

Você também pode tentar negociar, combinado cartas que devam ser jogadas para você troca-las, tendo cuidado que outras pessoas podem atravessar o esquema…

As LENDAS adicionam mais um fator de imprevisibilidade, onde você pode arriscar e tentar trocar com elas (jogando uma carta do mesmo valor, ou tentando trocar com elas no esquema MIN-MAX).

O jogo ainda vem com algumas variantes bem interessantes, como a opção de adicionar alvos de mira para o vencedor de cada rodada que entram como um recurso a mais daquela maior quantidade que você possuir. Ou ainda a variante O Favorito do rei que distribui marcadores de recursos que vão dar pontos ao final do jogo.

2018-02-04-14-55-20.jpg

Dá ainda para jogar sozinho, tanto para aprender quanto para tentar fazer mais pontos que as LENDAS.

Não é indicado para crianças pois o jogo exige perspicácia e uma avaliação da mesa e do que os demais jogadores estão tentando fazer, então os pequenos podem até entender a dinâmica do jogo, mas não conseguirão entender as nuances do mesmo.

É um jogo de cartas bem interessante, num ótimo preço, mas que precisará de algumas partidas para o pessoal começar a pegar o jeito, não pela dificuldade nas regras, mas porquê é necessário entender a dinâmica.

E cuidado para não se tornar o alvo do fora-da-lei que roubava dos ricos para dar aos pobres…

Gostou do nosso conteúdo? Curta, compartilhe e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Quer divulgar seu jogo ou fazer uma parceria? Entre em contato!

 

 

 

 

 

Alimente seus clientes monstros, mas seja rápido para não estourar o tempo em Fast Food Fear!

pic3474312_md

Monstros no pântano Legoblah! preferem fast food hoje em dia. É rápido, conveniente e você pode comer um pouco da sucata nociva do mundo. O negócio é bom, mas os clientes são extremamente exigentes; é altamente recomendável que você não os espere. Assim que a ordem do cliente estiver na cozinha, todos devem se apressar para prepará-lo rapidamente. Tendo que explicar a uma série de clientes com fome porque eles não conseguiram sua comida ainda não é divertido…

Fast Food Fear, lançado no Brasil pela editora DEVIR é um jogo familiar, de 3 a 6 jogadores, com duração  média de 15 minutos onde devemos trabalhar em equipe para alimentar monstros que possuem um apetite voraz e variado!

É um jogo cooperativo e que vai demandar um certo trabalho e coordenação do grupo para vencer, pois o objetivo é alimentar os clientes monstros que estão na fila de espera do restaurante. O tempo que nós temos para realizar essa tarefa é de apenas 2 minutos, mas isso pode ser modificado de acordo com nossas jogadas.

Como se joga?

O jogo é composto por dois tipos de cartas: os clientes monstros e os alimentos que vamos usar em nosso restaurante para servi-los. Além disso o jogo vem com uma ampulheta para marcar o tempo que temos à disposição.

wp-1517001165867280468881.jpg

Para jogarmos primeiro colocaremos na mesa uma quantidade de clientes igual a quantidade de jogadores mais um (ex: em 4 pessoas teremos 5 clientes).

Revela-se a metade dos clientes (arredondando para cima se precisar), distribui-se 6 cartas de alimentos para cada jogador. Escolhe-se quem será o “Monster Chef” (ele cuidará da ampulheta e deverá ajudar na coordenação da equipe).

A partida está pronta para começar!

O objetivo do time é alimentar os clientes, ou seja, colocar na mesa os alimentos que cada cliente está solicitando. Os clientes pedem de 3 a 5 tipos de alimentos, como o cliente abaixo que deseja um sushi, taco, cachorro quente e refrigerante!

wp-1517001259198-1856110342.jpg

Na sua vez, cada jogador poderá fazer uma de três jogadas:

  • Colocar na mesa TODOS os alimentos de UM determinado cliente (ex: a cliente Grace quer comer Sushi, Taco, Cachorro Quente e Refrigerante, então quem quiser baixar alimentos precisará baixar todos esses para alimentar essa cliente). A ordem dos alimentos não faz diferença, desde que sejam TODOS baixados de uma vez pela mesma pessoa.
  • Jogar uma carta de evento (no baralho de alimentos existem cartas de eventos que auxiliam o time de diversas maneiras).
  • Descartar uma carta e comprar uma nova.

Após escolher UMA entre essas três ações possíveis o jogador deve completar sua mão, comprando cartas até ter 6 cartas novamente e o jogador seguinte faz sua jogada.

wp-1517001392002433185952.jpg

Quando um cliente é atendido, o próximo da fila é revelado e quando todos forem revelados e atendidos o time vence. Se o tempo se esgotar antes do time atender todos os clientes a equipe foi derrotada e deverá explicar para os clientes famintos o que aconteceu…

Acessibilidade

img_20180128_135132-1286250822.jpg

A foto abaixo mostram 3 tipos diferentes de dificuldade com cores, usando o aplicativo CVSimulator. Esse aplicativo simula alguns problemas de visualização de cores como o Daltonismo.

Como o jogo não depende de cores e cada alimento é identificado por um desenho diferente o jogo não possui nenhum tipo de restrição em relação à visualização das cores.

O que achamos?

Fast Food se encaixa na categoria de jogos simples, pequenos mas que possuem um charme e um apelo muito interessante. Primeiramente, é um jogo para se jogar em equipe, o que de cara elimina a competição e coloca todos para trabalharem juntos. Segundo, é um jogo super simples, mas sem deixar de ser interessante e desafiador, pois é necessário conversar e decidir em conjunto quem está tentando conseguir os alimentos de quais clientes. Também é preciso saber a hora certa de usar as cartas de eventos, pois o tempo é curto.

wp-15170013279451695135511.jpg

Outro detalhe que deixa o jogo muito interessante é que os alimentos não possuem a mesma quantidade no baralho, ou seja, é preciso ficar atento para não descartar alimentos que são mais difíceis de conseguir, ao mesmo tempo é preciso tentar atender os clientes o mais rápido possível pois o tempo (novamente) é curto.

É o jogo ideal para crianças, pois o jogo conta com um visual bacana e colorido, cartas com pouco texto e como todo o trabalho é em equipe os mais velhos podem ajudar os menores.

Existe ainda duas variantes no manual para deixar o jogo mais fácil ou mais difícil, o que é muito legal pois dá mais uma incrementada no jogo.

Um ponto de atenção é o fato que todos precisam estar jogando com o mesmo “espírito” pois como o jogo tem um tempo, algumas pessoas podem se sentir pressionadas, especialmente se tiver algum jogador mais “acelerado” que pode acabar culpando outras pessoas e assim estragar a partida, portanto é preciso sensibilidade, como em todo jogo em tempo real, pois na hora que o tempo está acabando é uma confusão só!

Fast Food Fear é aquele jogo rápido, simples, divertido, que vai exigir que todos estejam participando o tempo todo, mas sem cobrar por isso muito tempo de envolvimento ou regras complexas. Não dá tempo de ninguém mexer no celular até chegar a vez do próximo jogador, pois o envolvimento é constante e o time precisa realmente trabalhar junto!

wp-1517008827909-1645778822.jpg

Mas chega de conversa…vamos alimentar uns monstrinhos?

Gostou do nosso conteúdo? Curta, compartilhe e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Quer divulgar seu jogo ou fazer uma parceria? Entre em contato!

 

Seja o cientista mais rápido nesse ótimo jogo familiar, Dr. Eureka!

2017-11-01 14.45.25

Dr. Eureka, lançado no Brasil pela Mandala jogos,  do designer Roberto Fraga (autor de outro excelente jogo infantil, o Spinderella) é um jogo para 2 a 4 jogadores, tanto para crianças e adultos, com duração de aproximadamente 15 minutos, onde somos cientistas que precisam resolver as fórmulas científicas propostas pelo Dr. Eureka para provarmos que somos o cientista mais rápido do laboratório.

Como se joga?

Cada cientista recebe no início do jogo seu “kit” de cientista, composto por três tubos de ensaio, onde cada tubo terá duas bolinhas, nas cores verde, vermelho e roxo.

Em seguida embaralhamos o baralho com as fórmulas científicas e o jogo está pronto para começar. A primeira carta de fórmula é virada e todos precisam usar suas habilidades e destreza para montar em seus tubos a fórmula que a carta pede.

Por exemplo, na fórmula abaixo os jogadores precisam posicionar as bolinhas de acordo com o padrão apresentado. Entretanto você não pode tocar as bolinhas com os dedos e nem deixa-las cair. Caso isso aconteça você está eliminado.

O primeiro a terminar deve gritar: Eureka e a disputa está encerrada. Confere-se a condição do vencedor e ele recebe a carta. Aquele que conseguir 5 cartas é o vencedor.

2017-11-01 14.48.38

Além disso é possível usar o tubo de cabeça para baixo, ou seja, você muitas vezes não precisará manipular as bolinhas, mas simplesmente virar o tubo de cabeça para baixo!

2017-11-02 11.06.15

Outro detalhe é que para a próxima carta as bolinhas permanecem exatamente como estão, então a disputa ficará bem diferente pois provavelmente os jogadores estarão com suas bolinhas em posições diferentes.

Acessibilidade

Se a pessoa tiver algum nível de daltonismo ou dificuldade para distinguir cores talvez tenha certa dificuldade com o jogo, por isso é bom avaliar esse quesito caso os jogadores tenham essa necessidade.

As fotos abaixo mostram 3 tipos diferentes de dificuldade com cores, usando o aplicativo CVSimulator.

2017-11-02 11.11.462017-11-02 11.13.27

Pessoas com dificuldades de movimentos não desfrutarão bem do jogo pois ele exige certa destreza para manipular os componentes, não sendo portanto indicado para esse público.

Por que comprar?

Dr. Eureka é um daqueles jogos simples mas viciantes! Essa história de organizar as bolinhas, sem derruba-las e usar os dedos é muito bacana. Os componentes são de ótima qualidade e são bem acessíveis tanto para crianças quanto para adultos.

O jogo conta com belos componentes, um insert que acomoda todos os tubos e bolinhas perfeitamente. As cartas são quadradas e não necessitam de sleeves por não serem manuseadas o tempo todo.

2017-11-01 14.45.47

É um jogo rápido, fácil e muito divertido. Na criançada vai ajudar a desenvolver a construção a partir de um modelo e também a destreza e agilidade. Pela simplicidade vai agradar novos jogadores ou quem procura algo divertido e simples que vai garantir muitas risadas.

Funciona muito bem com crianças, e até mesmo os pequenos (3 ou 4 anos) podem ser estimulados a ordenarem as bolinhas nos tubos com as mãos de acordo com o padrão da carta.

Excelente jogo, vamos ver quem é o cientista mais rápido?

Não perca nenhuma novidade curtindo nosso canal na Ludopedia, Facebook e no Instagram  e também siga nosso BLOG

 

Plante, negocie,venda feijões e seja o mais rico em Bohnanza!

Não perca nenhuma novidade curtindo nosso canal na Ludopedia, Facebook e no Instagram  e também siga nosso BLOG

bohnanza_caixa3d_completo.png

Bohnanza, do designer Uwe Rosenberg (do Agrícola e Patchwork entre outros) é um jogo de cartas familiar, rápido, com muita negociação extremamente divertido para 2 a 5 jogadores com duração de 30 minutos. Já jogamos em torno de 15 partidas por aqui 🙂

Mas o que fazemos no Bohnanza?

Em Bohnanza somos plantadores de feijões, que desejam plantar, negociar, colher e vender seus feijões para conseguir a maior quantidade possível de moedas.

Cada jogador recebe cinco cartas e o jogo está pronto para começar!

Feijões

Um detalhe muito importante em Bohnanza é que as cartas que você recebe no começo do jogo e vai comprando com o decorrer da partida nunca devem sair da ordem que você as recebeu. Isso é importante para o correto andamento do jogo, então antes de começar a jogar é fundamental explicar essa regra para o pessoal não sair “organizando” as cartas na mão assim que as receber.

O jogo possui quatro fases: Plantar, comprar e negociar, plantar os feijões ganhos e comprar novos feijões.

Moedas

Cada jogador possui dois campos de feijão para plantar dois tipos diferentes e o jogador inicial deve começar plantando o primeiro feijão que está na sua mão, conforme a ordem das cartas que ele recebeu (por exemplo, meu primeiro feijão é um feijão azul, então sou obrigado a planta-lo em um dois meus dois campos).

Plantar o primeiro feijão é sempre obrigatório. Ainda na fase de plantar o jogador da vez pode (ou não) plantar mais um feijão. Esse segundo feijão pode ir para o campo já usado ou pode inaugurar um campo novo. No exemplo abaixo, o jogador optou por plantar dois feijões na sua vez, e assim usar seus dois campos.

2 campos ocupados

Após a fase de plantar vem a fase de negociar, então o jogador da vez vai virar duas cartas do baralho de compra, revelando-as para todos. E ele então pode trocar esses feijões que estão abertos na mesa, bem como feijões da sua mão.

Essa parte da negociação é muito divertida e importante, pois é o momento onde você pode passar para frente cartas da sua mão que não lhe interessam.

Todas as cartas negociadas não voltam para sua mão, mas devem ser plantadas e isso é importante, pois se você já está com seus campos ocupados e recebe novos feijões, você deverá colher e vender os feijões do seu campo (talvez não ganhando nada) para dar espaço para os novos.

Outro ponto importante é que todas as trocas nessa fase devem envolver o jogador ativo. Também é possível doar feijões (sim doar!) para o jogador ativo, ou ele pode doar cartas para outros jogadores. Isso faz sentido pois a ordem das cartas na mão é fixa e talvez seja interessante você se livrar de alguma carta que esteja atrapalhando seus planos de uma plantação mais eficiente e lucrativa.

As doações podem ou não serem aceitas pelos jogadores, não é obrigatório aceitar uma doação. Todas as trocas e doações devem ser plantadas, nunca voltam para a mão.

Se outro jogador (que não o jogador ativo) fez uma troca, ele também deverá plantar esse feijão.  Nunca as cartas voltam para a mão, sempre ficam na mesa e devem ser plantadas (isso é importante).

Após a negociação, os novos feijões são plantados e o jogador da vez compra três cartas de feijão novas e coloca-as no final da sua mão e seu turno encerrou-se.

É possível colher e vender seus feijões a qualquer momento, e eles renderão moedas de acordo com a tabela apresentada na própria carta de feijão (o verso das cartas representa as moedas) e também liberarão seus campos para o plantio de novos feijões. No exemplo abaixo, a colheita e venda de dois feijões comuns rende duas moedas.

Feijão comum

Existe também a possibilidade do jogador comprar um terceiro campo de feijão pagando três moedas por ele. Dessa maneira o jogador terá mais um espaço para plantar feijões, deixando seu jogo mais flexível.

3rd campo

O jogo termina quando o baralho de compra se esgotar pela terceira vez, quem tiver mais moedas é o vencedor.

Acessibilidade

Como trata-se de um jogo de cartas, caso haja alguma dificuldade para segura-las, pode-se usar um “card holder”  para deixa-las dispostas na frente do jogador, sendo assim, é um jogo acessível mesmo para quem tem dificuldade para segurar as cartas o tempo todo (crianças e pessoas de mais idade por exemplo).

Além disso jogadores com algum nível de daltonismo não terão dificuldade pois as cartas possuem desenhos diferentes, e a cor não não influencia em nada para o desenvolvimento do jogo em si.

Pontos positivos

  • Relativamente rápido e com regras simples
  • Preparação de jogo rápida
  • Muito interativo (as trocas e negociações entre os jogadores)

Pontos a considerar

  • Depende essencialmente da interação e negociações, se o grupo não entrar no jogo a partida pode ficar sem graça
  • Bastante dependência da sorte

Devo comprar?

Bohnanza é um jogo que estava esperando sua estreia aqui em casa faz muito tempo, e depois de jogarmos duas partidas bateu aquele arrependimento “porque não jogamos isso antes!”.

O jogo é sensacional, muito simples, rápido, e a parte da negociação extremamente engraçada com as “propostas” que são apresentadas. Não adianta se apegar aos feijões plantados, é preciso saber a hora de vender e aproveitar as oportunidades que surgem.

Cada vez que o baralho de descarte é embaralhado novamente, ele fica menor, então as opções de plantio ficam cada vez mais restritas, afinal muitas cartas já saíram do jogo e estão com os jogadores como moedas, então fazer as combinações ficará cada vez mais complicado e as negociações pegam fogo.

Um jogo obrigatório! E fique de olho pois ele está voltando ao mercado brasileiro pela editora Papergames. E com uma carta promocional que com certeza adicionará bastante ao jogo, a carta do feijão curinga!

bohnanza_promo_capa

Além disso a Papergames traz um manual revisado e atualizado, que esclarece dúvidas que eventualmente podem surgir (como alguns pontos relacionados com a troca de feijões) e também com algumas diferenças importantes, como o uso de 3 campos de feijões quando a partida tem 3 jogadores, e 2 campos com 4 e 5 jogadores, algo que faz bastante diferença na dinâmica do jogo. O jogo também tem uma caixa maior para acomodar as cartas com sleeves e vem com “tapetes” para indicar a quantidade de campos de feijão. São detalhes que deixam essa versão da Papergames muito bacana!

É um jogo simples, muito agradável e divertido, vamos plantar uns feijões?