Construa o Império Espacial mais poderoso em “Tiny Epic Galaxies”

Componentes

Tiny Epic Galaxies, do designer Scott Almes, é um jogo para 1 a 5 jogadores, com duração média de 30 minutos, onde os jogadores assumem o papel de conquistadores espaciais, que devem desenvolver e expandir seu império galáctico ao máximo, vencendo a partida quem tiver mais pontos ao final da mesma.

Como se joga?

Como todos os jogos da série Tiny Epic, o Galaxies vem com bastante coisa dentro da pequena caixa, como marcadores de madeira para cada jogador, tabuleiros individuais além de cartas e dados.

Imperio componentes

Cada jogador recebe seu tabuleiro individual, seus marcadores, e deve posicionar os marcadores de energia e cultura no seu tabuleiro, além de colocar 2 naves em sua galáxia, sendo que as outras 2 serão liberadas à medida que seu império é expandido.

Coloca-se no centro da mesa o tabuleiro central de ativação de ações.

Tabuleiro Ativação

Cada jogador recebe também 2 objetivos secretos, devendo escolher um deles para completar durante a partida.

Objetivos secretos 2

São colocados no centro da mesa planetas na quantidade de jogadores mais um, sendo que em uma partida com 5 pessoas teremos 6 planetas.

Planetas

Dessa maneira o jogo está pronto para começar.

O jogo é basicamente rolar os dados e resolver suas ações. O tabuleiro central serve para você colocar os dados que você já usou (controlando assim o que você já fez) além de possuir uma pequena “cola” na lateral para ajudar cada jogador a identificar as possíveis ações que os dados permitem.

Cola

Os dados possuem as seguintes ações (de cima para baixo conforme a tabela acima):

  • Mover uma nave – Permite que você pouse uma nave em qualquer planeta que está no centro da mesa e realize imediatamente a ação daquele planeta (conforme a imagem abaixo à direita), ou permite que você coloque sua nave em “órbita” para tentar conquistar aquele planeta (conforme a imagem abaixo à esquerda). Quando a nave é colocada em órbita ela é deitada em cima de uma trilha que existe no planeta, quem chegar ao final da trilha primeiro coloniza o planeta e leva-o para seu império.
  • Impulsionar economia ou diplomacia – Para cada planeta que você está em órbita, tentando conquistar) existe no final da trilha o símbolo de economia ou diplomacia, e ao conseguir essas faces nos dados você pode avançar UMA de suas naves nessas trilhas. Se eu tirei 2 faces de economia posso avançar com UMA nave 2 espaços em planetas com o símbolo economia, ou 2 naves, um espaço cada, em planetas diferentes.

Cada planeta colonizado além de adicionar uma habilidade ao seu império rende pontos ao final da partida.

  • Adquirir cultura ou energia – A base de todo o império é sua energia e cultura. A energia permite que você role os dados novamente, usando uma energia para cada nova rolagem. E a cultura permite que você copie uma ação de outro jogador na vez dele. Por exemplo, se na minha vez eu colocar minha nave em um planeta, você pode gastar uma cultura e colocar uma nave sua em algum planeta, copiando minha ação.

Energia Cultura

  • Utilizar uma colônia – Essa ação permite que você escolha entre duas ações: Expandir seu império, usando energia ou cultura, ou permite que você utilize a habilidade de algum planeta que faz parte do seu império. Cada império possui uma trilha de expansão (a trilha que está mais à direita no tabuleiro) que indica quantos dados, naves e pontos seu império possui. Essa trilha indica o valor de energia ou cultura que você precisa gastar para ir para o próximo nível. Veja que seu império começa na estrela e para expandi-lo para o próximo nível você precisa gastar 2 energias ou culturas. Ao fazer isso você libera o quinto dado e seu império passa a valer 1 ponto ao final da partida.

Império

Ao conquistar planetas, eles entram dentro do seu império, ficando assim:

Imperio expandido

Dessa maneira você pode, quando tirar a face de utilizar colônia, escolher uma das habilidades dos planetas que estão no seu império.

No tabuleiro central ainda existe o conversor, que lhe permite usar dois dados para converter um terceiro para a face que você quiser:

Conversor

O jogo se encerra quando um jogador obtiver 21 pontos, sendo que cada um jogará mais uma vez para igualar a quantidade de turnos. Somam-se os pontos dos planetas, do império e do objetivo secreto.

O jogo ainda conta com um modo solo, onde o jogador enfrenta uma galáxia inimiga (o verso de cada tabuleiro de jogador é uma galáxia inimiga em um nível de dificuldade diferente).

Solo

Acessibilidade

O jogo vem com 5 cores diferentes, mas como tabuleiro é individual e não há mistura de peças o jogo fica muito acessível mesmo para quem possui dificuldade em enxergar cores, como o daltonismo.

A foto abaixo mostram 3 tipos diferentes de dificuldade com cores, usando o aplicativo CVSimulator.

2018-01-20-10-02-24.jpg

O que achamos?

É um jogo muito simples, fácil e divertido, onde guardadas as devidas proporções, você realmente consegue ver o progresso e avanço do seu império, pois novas naves são liberadas, mais dados e novas habilidades entram à medida que você progride. É um jogo muito rápido pois 21 pontos são atingidos sem dificuldades.

Além disso o sistema de cópia de ações gastando cultura deixam todos engajados no jogo o tempo todo, pois dessa maneira você pode se beneficiar muito ao copiar a ação de alguém, mas para que isso aconteça você precisa prestar atenção no que está acontecendo.

O jogo vem com uma grande quantidade de planetas e objetivos secretos, o que em certo nível vai dar uma rejogabilidade legal (quantidade de planetas à esquerda e objetivos secretos à direita).

A produção dessa versão é excelente, com componentes de madeira e dados gravados e não apenas impressos.

Como já falamos a quantidade de componentes impressiona pelo tamanho da caixa, que ainda pode ser usada como bandeja de dados e no fundo da outra parte ainda vem um esclarecimento sobre algumas habilidades de certos planetas.

Sua simplicidade embora positiva pode não agregar muito para jogadores com coleções mais robustas ou que desejam uma experiência mais profunda, pois é um jogo rápido, simples e com uma dose leve (mas interessante) de decisões e interação.

Rápido para colocar na mesa, explicar e jogar, comece a conquistar e expandir seu Império em Tiny Epic Galaxies!

Gostou do nosso conteúdo? Curta, compartilhe e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Quer divulgar seu jogo ou fazer uma parceria? Entre em contato!

 

Anúncios

A corrida maluca vai começar em “A Troupe dos Porquinhos”

pic1835103_md

A alegre trupe é composta por sete porquinhos coloridos que adoram correr pelos campos, mas por caminhos estreitos, tão estreitos que nem sempre eles conseguem ultrapassar uns aos outros a não ser pulando por cima ou para as costas uns dos outros!

A Troupe dos Porquinhos, lançado no Brasil pela Editora DEVIR é um jogo infantil, para crianças a partir de 4 anos, com duração de 10 a 20 minutos por partida, onde é possível jogar de 2 a 7 participantes.

É um rolo de rolagem de dados e movimento ponto-a-ponto em um tabuleiro modular, mas não deixe se enganar pela simplicidade do jogo, que esconde algumas idéias bem interessantes.

Como se joga?

O objetivo é ser o primeiro porquinho a cruzar a linha de chegada, e para começar o jogo basta montar o percurso da corrida com as peças disponíveis, separar um porquinho e seu marcador da cor correspondente para cada jogador e está tudo pronto para começar.

pic75768_md

Na sua vez você vai rolar o dado e movimentar seu porquinho na trilha, e é ai que a confusão começa! A pista é estreita de maneira que para avançar você precisa pular por cima dos porquinhos que estão no caminho ou até mesmo pegar uma carona nas costas de um deles.

Se você parar no mesmo lugar já ocupado por outro porquinho você deve posicionar o seu em cima do que está lá, e quando ele se movimentar você vai junto.

Isso deixa o jogo muito divertido, pois você pode caminhar uma boa parte do percurso “de carona”.

Além disso o dado que vem com o jogo é especial, possuindo números vermelhos e pretos. Os números pretos possuem habilidades especiais.

Quando você rola, por exemplo, o número UM preto você pode rolar o dado novamente. E quando você rola o TRÊS preto você pode rolar o dado novamente se estava em último lugar na trilha.

2017-12-29 13.58.20

E tem mais! Uma vez por partida você pode “estender” o percurso, pegando uma peça que já foi ultrapassada e coloca-la na frente, estendendo o percurso, e isso é essencial para evitar que o porquinho mais à frente vença, dando uma chance para alguém (ou até mesmo você) alcança-lo.

Acessibilidade

É um jogo bem colorido, portanto caso haja alguma dificuldade com as cores é possível escolher outra, o que é interessante pois o jogo vem com 7 cores diferentes.

Também é um jogo que vai exigir apenas rolagem de dados e movimentação no tabuleiro, o que facilita também o acesso ao jogo a pessoas que tenham limitações de movimento.

A foto abaixo mostram 3 tipos diferentes de dificuldade com cores, usando o aplicativo CVSimulator.

2017-12-29 15.19.06

O que achamos?

É um jogo voltado exclusivamente para o público infantil, e dentro dessa proposta ele é muito interessante.

Primeiro por permitir um grande número de participantes, especialmente pelo fato de jogos no geral serem feitos para 2 a 4 ou 5 jogadores, nesse caso você consegue colocar na mesa até 7 pessoas.

Além disso é extremamente rápido e simples, com uma dose fundamental e muito equilibrada de decisões, afinal é preciso decidir se rolar o dado novamente vale à pena ou pegar uma carona com alguém é mais vantajoso. Também é preciso pensar bem se vale à pena estender o percurso ou contar com a sorte para ultrapassar o adversário na reta final.

2017-12-29 13.57.47

Um jogo muito bonito, bem produzido, com peças de madeira, um dado de madeira bonito, peças de percurso num papelão decente e uma bela caixa, num tamanho ideal.

Também é aquele título ideal para jogar com os menores, pois basta rolar o dado e ajuda-los a se movimentar pelo tabuleiro, sendo um título ideal para começar com eles.

Aqui em casa fez bastante sucesso, pois já jogamos umas 10 partidas em menos de uma semana.

E inclusive entre os adultos foi extremamente divertido, pois as caronas deixam o jogo muito dinâmico e é preciso saber a hora de decidir entre uma carona ou continuar rolando os dados e arriscando.

Você deve encontra-lo na faixa de R$80,00, um preço justo para um jogo divertido e com decisões interessantes e na medida certa para a criançada.

Vamos empilhar uns porquinhos?

Gostou do nosso conteúdo? Curta, compartilhe e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Quer divulgar seu jogo ou fazer uma parceria? Entre em contato!

 

 

Dispute os melhores presentes nesse Natal no “12 Days”

Caixa 2

The Twelve Days of Christmas” (em português: “Os Doze Dias do Natal“) é uma cantiga de Natal inglesa que enumera na forma de uma canção acumulativa uma série presentes cada vez mais grandes dados em cada um dos doze dias de Natal (correspondidos entre o dia de Natal e a Epifania do Senhor).

E o jogo 12 Days inspira-se nessa antiga canção de Natal para nos apresentar o espírito natalino, onde precisamos comprar os melhores presentes, mas ao mesmo tempo gerenciar bem nossa mão para pontuar ao final da partida.

É um jogo da Calliope games, para 3 a 5 jogadores com duração de 15 a 20 minutos.

Como se joga?

O objetivo é ter mais pontos ao final da partida, que tem duração de 12 rodadas.  Cada rodada é representada por 12 cartas de presentes, numeradas de 1 a 12.  Começa-se com o presente de valor 1 e os presentes serão disputados em ordem ascendente, terminando no 12.

Cartas

Além disso existem cartas numeradas de 0 a 12, sendo que existem dois zeros e as cartas restantes na quantidade do número que aparece nela, por exemplo, só existe uma carta de número UM, duas cartas de número DOIS e assim sucessivamente.

Cada jogador então recebe 12 cartas  (numeradas de 0 a 12) e deve executar as seguintes ações:

  • Escolher uma carta e passar para o jogador à direita
  • Escolher uma carta para jogar naquela rodada

A carta que você jogar é a carta que entrará na disputa pelos presentes. Ganha o presente da rodada quem jogar a carta com menor valor.

Cartas 2

Todos os jogadores colocam a sua carta de disputa com o valor fechado e todos revelam ao mesmo tempo.

O jogador que jogar o menor valor leva o presente, em caso de empate o próximo valor menor leva.

O presente representa o ponto que você recebe ao final da partida. Se você, por exemplo, pegou os presentes 1, 4 e 7 você pontua ao final 12 pontos.

Mas a grande sacada do jogo é que ao final do jogo, você termina com 12 cartas, e quem tiver a maioria de cada número faz a pontuação correspondente àquele ponto. Por exemplo, se ao final do jogo eu tiver a maioria de cartas número 11, eu recebo 11 pontos, mais os pontos dos presentes que eu tiver.

Dessa maneira, você precisa gerenciar bem quais cartas você vai passar para o jogador ao lado, tentar fazer alguns conjuntos para pontuar no final, além de tentar disputar alguns presentes.

Ao final da rodada cada jogador compra uma nova carta e tudo começa novamente, com o jogo terminando ao final da rodada 12.

Outro fator muito interessante é que a carta zero (Santa Claus) vence sempre qualquer disputa, por ser a carta de menor valor, porém quem joga-la não pode ficar com o presente, deve da-lo a alguém.

Santa

O que achamos?

12 Days foi uma grata surpresa, pois comprei por mera curiosidade a um ótimo preço. É ótimo para jogar com a família e amigos, pois embora bem simples agrega algumas decisões muito interessantes.

A necessidade de fazer conjuntos para o final do jogo, disputar presentes sempre que possível (guardando cartas de baixo valor para isso), escolher qual carta passar para o jogador ao lado.

Sendo assim é um jogo que tem muitos detalhes interessantes.

Além disso a arte é belíssima, e pode ser jogado em qualquer lugar por ser apenas um conjunto de cartas.

Arte

Venha disputar os melhores presentes nesse Natal em 12 Days!

Gostou do nosso conteúdo? Curta, compartilhe e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Quer divulgar seu jogo ou fazer uma parceria? Entre em contato!

 

Conserte o carro, escape dos zumbis! “Escape of the Dead” um jogo grátis para imprimir

escape 2

A invasão dos zumbis começou! Você estava tranquilo em casa, pronto para relaxar depois de um dia de trabalho cansativo quando percebe que eles estão chegando…e sua única alternativa é fugir o mais rápido possível.

Você pega as chaves do carro e corre em direção a garagem, entra no carro e tenta dar a partida e…nada!

Tenta novamente e nada! Seu carro não quer pegar…

Você agora precisa conserta-lo de alguma maneira antes que os zumbis destruam seu portão e você vire um deles…

Escape of the Dead é um microgame, que para joga-lo você só precisa de uma folha de papel, 4 dados D6, um lápis e uma borracha.

É um jogo grátis, para imprimir e jogar em qualquer lugar!

escape 3

Como se joga?

Seu objetivo é consertar o carro 100% antes que os zumbis destruam o portão da sua casa, caso isso aconteça você perde!

O jogo é dividido em 5 fases, que são jogadas até que você vença ou perca.

A primeira fase é:

Aparecimento dos zumbis

De acordo com o nível que seu carro está consertado nessa fase você deve aumentar a quantidade de zumbis em jogo (se seu carro está em 20% por exemplo, nessa fase entra 1 zumbi em jogo).

Se já houverem zumbis de fases anteriores eles são acumulados até o máximo de 6 (que é o número de espaços disponíveis).

A segunda fase é:

Alocação dos dados de ação

Você dispõe de 4 dados para aloca-los em 3 espaços diferentes no tabuleiro, que são:

O gramado – Ao colocar um dado aqui você tentará matar os zumbis que estão chegando. Cada dado representa um tiro, de modo que se eu preciso matar 2 zumbis preciso alocar dois dados.

A barricada (portão) – Ao colocar um dado aqui você tentará consertar seu portão, de modo que cada dado rolado com sucesso reduzirá o dano em 1.

A garagem – Aqui os dados alocados serão usados para consertar o carro, onde cada dado rolado com sucesso representa 10% do carro consertado.

A terceira fase do jogo é:

A fase de rolagem e ação

Agora você vai rolar cada dado alocado nos locais descritos anteriores e resolver o resultado das rolagens com base nas tabelas indicadas em cada lugar.

No gramado, por exemplo, se você colocou um dado e rolou 5, você matou um zumbi. Deve portanto apagar um quadrado de zumbi que estava marcado no contador de zumbis e ao mesmo tempo marcar um no contador de zumbis mortos, pois ao matar 10 você recebe um bônus.

Você também rola os dados para a barricada (portão) e para seu carro e determina o sucesso ou falha.

Lembrando que quanto mais seu carro está consertado mais zumbis entram na primeira fase.

A quarta fase do jogo é:

O ataque dos zumbis

Cada zumbi não morto vai causar um ponto de dano ao seu portão, se o total de danos chegar a 10 você perde.

E a quinta fase é:

Recompensa!

Caso você tenha matado 10 zumbis, você apaga todos os marcadores nesse campo e pode escolher entre as 4 recompensas disponíveis.

O jogo prossegue até você consertar seu carro ou ter seu portão destruído.

escape

O que achamos?

Escape of the Dead é um jogo muito simples de explicar, jogar e carregar. É perfeito para ser jogado em viagens ou em lugares com pouco espaço, pois ele só precisa realmente do papel, lápis e borracha, pois se você estiver com seu smartphone pode instalar algum aplicativo para fazer a rolagem de dados.

Muito bacana, pois a tensão cresce e você precisa escolher bem onde colocar seus dados à medida que 2,3 ou 4 zumbis aparecem. Você precisa equilibrar entre arrumar o carro, consertar o portão e matar zumbis.

Quanto mais zumbis mortos mais rápido você recebe uma recompensa, isso pode ser um caminho interessante.

Quer experimentar algo novo, diferente, simples e rápido para passar o tempo sozinho?

Baixe a folha, imprima e comece matar zumbis e arrumar seu carro!

Gostou do nosso conteúdo? Curta, compartilhe e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Quer divulgar seu jogo ou fazer uma parceria? Entre em contato!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Escolha seu lado na Reforma Protestante em Sola Fide: The Reformation

Caixa

A 500 anos atrás a Europa foi abalada de uma maneira que marcaria sua história. Um movimento iniciado por Martinho Lutero e que sacudiu a Europa por diversos anos. A Reforma protestante foi um marco histórico que dividiu a Igreja Católica daqueles que divergiam de diversas práticas suas.

Em Sola Fide: The Reformation você assumirá um dos lados da Reforma. Os protestantes desejam implementa-la em toda a Europa, e os Católicos desejam impedi-la.

É um jogo para 2 pessoas, com duração de 30 a 60 minutos onde cada jogador deseja conquistar os territórios europeus, vencendo aquele que tiver mais pontos ao final da partida.

Cartas

Como se joga?

Sola Fide é um jogo de seleção de cartas e controle e influência de área. Cada jogador possui um baralho de 15 cartas (que pode ser preparado antes da partida, no modo de seleção de cartas) e essas cartas permitirão você realizar diversas ações.

As cartas pretas são do lado Católico, já as vermelhas pertencem aos protestantes.

O jogo é composto então pelo baralho de cada jogador, e os territórios que serão disputados entre eles. O jogo conta com 10 territórios, porém inicialmente somente 3 estão abertos para os jogadores. Quando um território sai de jogo, dois novos são abertos.

Cada território possui algumas informações:

  • Nome do território (No centro na parte inferior)
  • Pontos que o território vale (no lado inferior direito)
  • Duas trilhas de influência (uma em cada lateral)
  • Uma trilha de poder (na parte superior, com o cubo amarelo)

territorio-1.jpg

O objetivo de cada jogador é dominar os territórios. Isso acontece quando o território tem uma de suas trilhas de influência dominada por um dos lados e a trilha de poder está daquele lado.

Parece meio confuso, mas não é!

Veja o exemplo acima, o território “Upper Rhenish Circle” está totalmente influenciado pelos protestantes no lado direito (os protestantes são os cubos vermelhos), e a trilha de poder (cubo amarelo) está do lado que está totalmente influenciado, ou seja, esse território foi dominado pelos protestantes e foi ganho pelo jogador que está controlando-os.

Protestante

Existem territórios que possuem seus lados com mais influências católicas ou protestantes, sendo assim mais fácil domina-los.

Na vez do jogador, ele tem somente 2 ações disponíveis:

  • Comprar uma carta (limite da mão são 5)
  • Jogar uma carta

Só isso!

Catolico

O grande ponto do jogo são as opções que as cartas dão. Cada carta vai lhe permitir:

  • Converter territórios (ou seja, colocar um cubo seu em um dos lados de algum território, de modo a formar a maioria ali, ou remover cubos adversários de algum território para diminuir a influência do seu oponente).
  • Mudar o poder (ou seja, mover o cubo amarelo, que representa o poder dominante no território, para lhe favorecer ou prejudicar o adversário).
  • Mover o marcador de disputas (ou seja, colocar sobre um território o marcador de disputas, que vai garantir um ponto extra para quem conquistar o território).

Uma vez que um território é conquistado, o jogador remove aquele território e o toma para si. Se o marcador de disputas estiver nele, o jogador recebe um cubo verde que garante um ponto a mais no final do jogo.

Além disso, depois de conquistar o território existe 4 conjuntos de cartas que são chamadas “cartas de influência” e o jogador pode comprar uma carta de um dos 4 conjuntos para receber um bônus.

Influencia 2

Essas cartas vão lhe permitir influenciar territórios (colocando ou removendo cubos), movimentando o marcador de poder e comprando novas cartas.

Outro detalhe é que o baralho católico  possui um aspecto militar, ou seja, quando uma carta católica com o símbolo militar é jogada, o jogador protestante rola um dado e dependendo do resultado recebe um bônus.

Territorio 2

O jogo termina assim que o último território for conquistado, soma-se os pontos e o lado com a maior pontuação é o vencedor.

O que achamos?

Sola Fide chama a atenção pelo tema diferente, mas é preciso cuidado pois embora o jogo seja muito bom e interessante o tema não se faz tão presente assim. As cartas são belamente ilustradas e chamam a atenção especialmente de quem gosta do assunto. Além disso o jogo vem com um livro que explica o “background” de cada carta, dando assim um sabor a mais para quem gosta do tema.

O jogo é muito bom porém para desfruta-lo ao máximo serão necessários dois jogadores que estejam dispostos a joga-lo algumas vezes, especialmente no modo onde cada jogador faz uma seleção das cartas e monta seu baralho.

O jogo vem já com um conjunto de 15 cartas para você jogar algumas vezes, porém depois de 2 ou 3 partidas já será mais interessante escolher suas cartas.

componentes.jpg

Além disso é um jogo que tem uma certa dependência do idioma, pois todas as cartas trazem um pequeno texto explicando seu efeito. É necessário entender a terminologia do jogo e aplica-la corretamente, mas depois de algumas partidas isso não é mais um problema.

O jogo é bonito, interessante e traz boas disputas. É necessário saber a hora certa de fazer certos movimentos. Também é um jogo de confronto, onde cada lado precisa ficar de olho nos movimentos adversários.

Com a limitação de cartas na mão (5) existe também o aspecto tático, onde haverão momentos que você precisará aprender a fazer o melhor com o que você tem na mão. Como o baralho total é de 15 cartas, é relativamente fácil saber quais cartas ainda estão por vir e talvez se preparar para isso.

Se você gosta do tema e quer um jogo não tão leve nem tão profundo para 2 pessoas, Sola Fide pode ser uma boa opção para você.

Gostou do nosso conteúdo? Curta, compartilhe e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Quer divulgar seu jogo ou fazer uma parceria? Entre em contato!

 

Descubra um excelente jogo para 2 pessoas, o “7 Wonders Duel”

pic2576399_md

Construa a civilização mais próspera e avançada, desenvolvendo seu comércio, tecnologias e melhorias, sempre cuidando das fronteiras e não esquecendo de avançar cientificamente…Ok, essa descrição não é muito precisa em relação ao 7 Wonders Duel, o que não diminui em nada esse excelente jogo para 2 pessoas, com duração de 20 a 30 minutos.

7 Wonders Duel é um jogo onde você precisa construir e desenvolver sua civilização. Embora apenas para 2 jogadores ele cumpre muito bem seu papel e apresenta um jogo sólido, interessante, interativo e muito divertido.

Cada jogador representa uma civilização e você vai, através da escolha de cartas, ditar o rumo que sua nação tomará, seja ele mais comercial, mais científico ou mesmo militar. O jogo é muito simples em sua concepção mas esconde por traz dessa simplicidade um jogo muito interativo, com diversos caminhos para vencer, onde você precisa acompanhar o que seu oponente está fazendo para não permitir que a vitória dele seja até mesmo antecipada.

pic2773053_md

Como se joga?

O jogo se passa em 3 eras, e cada era possuí um baralho de cartas que é arrumado de uma maneira a deixar algumas cartas abertas e outras ocultas, que vão sendo reveladas à medida que as cartas que estão em cima delas saem, isso dá um aspecto interessante para o jogo pois nunca sabemos que cartas vão aparecer.

Antes de iniciar o jogo cada um deve escolher 4 maravilhas para sua civilização, que se construídas podem fornecer diversos benefícios, como mais dinheiro, pontos no final ou até mesmo uma jogada extra.

As cartas do jogo representam diversos tipos de elementos, como matéria-prima, avanço militar, comércio, progresso científico ou cultural. Ou seja, a escolha das cartas vai determinando o perfil e capacidades da sua civilização.

2017-11-19 16.02.10

Existe também dinheiro no jogo para você pagar o custo de cartas ou de matérias-prima que você deseja comprar.

O jogo possui três condições de vitória:

  • Maior pontuação ao final da terceira (e última) era
  • Coleta de 6 símbolos científicos diferentes (a qualquer momento do jogo)
  • Chegada ao final da trilha de avanço militar (a qualquer momento do jogo)

2017-11-19 16.00.58

As duas últimas condições de vitória deixam o jogo muito interessante pois você precisa acompanhar seu adversário para não deixa-lo vencer coletando símbolos científicos e avançando muito na trilha militar.

O jogo vem com 12 maravilhas, e antes de começar a partida cada jogador escolhe 4, depois da escolha das maravilhas o baralho da primeira era é organizado na mesa e o jogo começa. Na sua vez você pode:

  • Construir uma estrutura (pegando aquela carta)  que está aberta e se necessário pagar o custo por ela (custo em recurso e/ou dinheiro). Certas estruturas, por exemplo, necessitarão de 1 pedra, se você já tiver alguma construção que produza pedra poderá construir essa outra usando essa pedra que já produz.
  • Você pode pegar e descartar uma carta e receber 2 moedas por ela (caso você tenha construções comerciais, que são amarelas, você recebe 1 moeda a mais para cada construção desse tipo que você possuir quando descartar uma carta).
  • Construir uma maravilha, pagando os recursos necessários por ela.

Dessa maneira, embora inicialmente possa parecer complexo, é um jogo extremamente simples na sua concepção, onde na sua vez ou você pega uma carta e constrói-a pagando seu custo (se existir) ou pega uma carta e descarta recebendo moedas ou constrói uma maravilha, simples assim.

Existe um tabuleiro que marca o avanço militar, e o marcador é movimentado para um lado ou para o outro de acordo com as cartas militares, e se o marcador atingir uma das extremidades o jogador daquele lado perde imediatamente pela supremacia militar.

2017-11-19 15.58.21

Ao final de uma era o baralho da próxima é arrumado na mesa e o jogo segue da mesma maneira, com cartas diferentes e combinações que você talvez já tenha em cartas da primeira era.

Na terceira era entra mais um baralho na mesa, com algumas cartas de grêmios, que dão pontos e dinheiro por conjuntos específicos (grêmio dos comerciantes beneficia mais quem tiver mais cartas amarelas e assim por diante).

Ao final da terceira era, caso ninguém tenha obtido supremacia militar ou científica faz-se a contagem dos pontos, descrito nas cartas e vence quem tiver maioria.

Existem também marcadores de progresso científico, que vão para o jogador que conseguir um par de símbolos científicos (ou seja, duas cartas verdes com o mesmo símbolo) que dão alguns bônus no decorrer ou ao final da partida.

2017-11-19 16.00.23

Por que jogar?

É um dos melhores jogos disponíveis no Brasil para 2 pessoas, se não for o melhor. Tem a duração adequada, tomada de decisões tensa a cada momento, pois você precisa escolher qual carta pegar mas ao mesmo tempo tentar não deixar nada para favorecer seu oponente.

pic2701747_md

Tem 3 condições de vitória, que deixa o jogo tenso e você precisa ficar atento o tempo todo. Outro ponto legal é o equilíbrio entre o que você pode destruir da civilização adversária. Algumas cartas vão permitir você atrapalhar diretamente o oponente, mas são poucas e nem sempre estarão presentes. Algumas partidas acontecerão sem aquela interação mais direta, outras serão mais tensas e com mais confronto.

Em geral não gostamos de jogo onde você concentra a maior parte do seu esforço atrapalhando ou estragando o jogo adversário, porém 7 Wonders Duel é bem equilibrado nesse sentido, deixando em alguns momentos a opção de você atrapalhar seu adversário e ao mesmo tempo não deixando que isso vire o foco do jogo.

Já jogamos aqui em torno de 10 partidas e na maioria das vezes a partida foi até o final da terceira era. Eventualmente alguém vence pela supremacia militar ou científica, mas é mais difícil pois depende da pessoa conseguir focar nesse tipo de carta.

É ótimo para casais, que jogarão diversas partidas juntos pois assim vão aprendendo as cartas, estratégias e possibilidades, deixando as partidas mais rápidas e interessantes e ambos vão se aprimorando no jogo, pois embora não seja um jogo difícil ele exige algumas partidas para os jogadores começarem a sentir as possibilidades que ele oferece.

É um jogo excelente por ser rápido, ter uma ótima produção, variedade de cartas, possibilidades de vencer de diversas maneiras, ótimo nível de interação entre os jogadores, e além de tudo uma excelente relação custo-benefício.

Está esperando o quê para desenvolver a civilização mais poderosa?

Não perca as novidades curtindo e seguindo nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

Quer divulgar seu jogo ou fazer uma parceria? Entre em contato!

De galho em galho…colete mais bananas para vencer em “Pula Macaco”

Caixa

De galho em galho o macaco enche a barriga de bananas! Pula Macaco, lançado pela Estrela no Brasil é um jogo de destreza e habilidade para 2 a 4 jogadores a partir de 4 anos.

Como se joga?

Em Pula Macaco cada jogador assume um grupo de macaquinhos que estão ávidos por bananas e para isso precisam subir na árvore para consegui-las. Cada jogador recebe um conjunto de 4 macacos de uma cor mais um lançador e para cada macaco que você conseguir pendurar na árvore você recebe uma banana.

2017-11-17 15.18.17

É essencialmente um jogo de destreza e habilidade, onde o jogador precisa saber posicionar seu lançador de macacos e também precisa dosar a força do lançamento para conseguir assim pendurar um macaquinho na árvore.

giphy

O jogo vem com dois modos de jogos, o “Pula Macaco Rápido” onde todos lançam seus macacos ao mesmo tempo e quem ficar pendurado recebe uma banana. Se eventualmente algum dos seus macacos cair você perde uma banana. Vence quem conseguir coletar 4 bananas primeiro.

2017-11-17 15.19.34

O segundo modo é o “Pula Macaco Melhor Arremesso” onde os jogadores vão apostar bananas para ver quem consegue pendurar um macaco na parte mais alta da árvore, e a quantidade de bananas para vencer vai depender da quantidade de jogadores.

2017-11-17 15.16.12

Os componentes são razoáveis, os macaquinhos são bacanas e os lançadores também. A árvore é razoável, sendo que o encaixe das duas partes não é tão bom mas o suficiente para mante-la. A parte ruim são as bananas que são de um papelão tão fininho que amassa facilmente, o que na mão das crianças pode ser um problema. A estrela poderia ter feito algumas pecinhas em formato de banana que deixaria o jogo mais bonito e evitaria que essas peças estragassem facilmente.

2017-11-17 15.18.54

O que achamos do jogo?

É um jogo divertido mas essencialmente de habilidade, onde os menores podem ficar um pouco frustrados pela dificuldade em pendurar os macacos. Em contrapartida haverão muitas risadas pelos lançamentos malucos dos macacos.

Você pode ajustar as condições de vitória (diminuindo ou aumentando a quantidade de bananas) ou até mesmo usar a criatividade para criar outros modos de jogo.

2017-11-12 18.12.02

É um jogo simples mas que cumpre sua proposta. Vale à pena somente se você pagar barato (na faixa de R$40,00) pois já existem opções melhores no mercado para jogos um pouco mais caros ( para conhecer mais jogos infantis visite a sessão “Para crianças“).

Prepare seus lançadores e cada macaco no seu galho!

Gostou do nosso conteúdo? Não perca nenhuma novidade curtindo nosso canal na Ludopedia, Facebook e no Instagram  e também siga nosso BLOG.