20 idéias para manter sua coleção de jogos de tabuleiro sob controle (parte 1)

Zanzi 2

Com o aumento da oferta de jogos de tabuleiro no mercado nacional existe uma grande chance da sua coleção crescer dia após dia. E depois de um tempo você começa a refletir se sua coleção não está grande demais, se você está aproveitando-a da maneira que deveria. Um usuário do Board Game Geek montou uma lista bem interessante com algumas recomendações para manter sua coleção em ordem.

Lembrando que são apenas idéias que nem sempre se aplicam a todo mundo, mas de maneira geral são interessantes para quem quer organizar a casa.

Confira abaixo a primeira parte das idéias para deixar sua coleção organizada.

Tente jogar antes de comprar, sempre que for possível

As vezes não é possível seguir essa regra, mas se você fizer um esforço ficará surpreso com a quantidade de jogos que você não vai dar tanta importância independente da posição no ranking ou pelo fato de “todo mundo” dizer que ele será o próximo melhor jogo de todos os tempos. E sinceramente,  é mais fácil avaliar um jogo que você não gastou um monte de dinheiro nele. É claro que as vezes você precisará comprar para jogar, mas nesse caso seja cuidadoso na sua seleção.

Não compre jogos “OK”

Com tantos jogos bons no mercado, porque você vai investir seu precioso dinheiro em jogos que são apenas “OK” ? É quase tão ruim ter um jogo OK na coleção quanto um jogo ruim, pois o jogo ruim irá embora logo, já o jogo OK ficará na sua estante pois ele é bom o suficiente para ficar mas não tão bom o suficiente para ser jogado.

Reduza sua coleção sem dó

Se você não gostou do jogo ou foi apenas um jogo OK em uma categoria já bem “povoada” na sua coleção, ou mesmo se é um jogo que você já está cansado dele, venda-o ou troque. Não fique preocupado com as avaliações dos demais, se você realmente já deu atenção suficiente para o jogo e realmente não gostou. O segredo para manter uma pequena coleção (ou reduzi-la quando necessário) é ter certeza de que realmente cada jogo merece seu lugar ali. É importante também reavaliar constantemente se um jogo que você gostou mas está parado faz um tempo já, se ele ainda merece estar ali. Você realmente vai joga-lo mesmo tendo diversas outras opções para escolher?

E não se preocupe com a possível dificuldade de obtê-lo no futuro caso deseje, jogos bons geralmente voltam ao mercado e com um pouco de sorte e paciência você vai compra-lo novamente.

Evite bons negócios “suspeitos” de jogos que você nunca jogou

Geralmente o negócio é interessante porque o jogo não é. Aquele dinheiro que você investiu naquele título totalmente desconhecido não volta mais e o jogo ficará parado na sua estante.  Um jogo bom pelo seu preço “cheio” é mais negócio pois será jogado muitas vezes. Isso não significa que você não deve aproveitar promoções, muito pelo contrário, tente comprar jogos que você já estava de olho por um preço reduzido. Se aquele jogo em promoção não valia para você seu preço “cheio” provavelmente não será muito jogado nem mesmo pela metade do preço.

Preste atenção ao gosto do seus amigos

Se todos os seus amigos com que você joga gostam de euros rápidos, não importa o quanto você gosta de Twilight Imperium, ele seria uma compra ruim. Claro que se você está realmente interessado em um jogo você pode procurar pessoas que gostem também e nesse caso você jogaria sem talvez precisar comprar o jogo. Mas no geral é importante saber o que seu grupo gosta para fazer boas compras.

Considere os rankings, especialmente quando comprar um jogo que você nunca jogou

Mesmo que você tenha lido o manual e tenha certeza que vai gostar do jogo, uma avaliação geral baixa pode ser um alerta. Leia os comentários e procure entender porquê as pessoas não gostaram do jogo. E mesmo que você tenha jogado e gostado você deveria ficar atento a isso, simplesmente porquê (normalmente) não dá para jogar sozinho e se a maioria das pessoas não gostou do jogo você não vai joga-lo o quanto deseja. Claro que se você tiver um grupo já interessado no jogo, essa regra não se aplica.

Não compre jogos somente “pela possibilidade”

Compre jogos que você quer jogar agora. Com a expansão do mercado fica cada vez mais fácil comprar uma cópia depois daquele lançamento se você quiser joga-lo depois. Está pensando que talvez vá precisar de uma expansão lá no futuro para dar uma renovada naquele jogo? Compre então quando precisar e não agora. Você pode pensar que talvez no futuro essa aquisição seja mais cara do que agora, mas e daí? O dinheiro que você não vai gastar agora por algo que vai ficar parado na sua estante será mais relevante do que uma eventualmente diferença de preço.

Não compre (ou mantenha) grandes jogos que você não gosta

Haverão jogos que todos menos você gostarão. Você pode dar algumas chances e mesmo assim não gostar deles. E isso é perfeitamente normal. Você não deve ter esses jogos na sua coleção só para não ser chamado de  “maluco” por não tê-los. Ter esses jogos só aumentará a chance de ter que joga-los eventualmente quando você preferiria jogar outra coisa mais interessante para você.

Venda ou doe jogos que você não quer mais mas não consegue trocar

Geralmente você consegue bons negócios fazendo trocas, e ao menos que realmente deseje reduzir o tamanho da sua coleção, trocar jogos é uma boa idéia. Mas caso não consiga troca-lo por nada do seu interesse o melhor caminho pode ser a venda. Você pode tentar a troca ou venda em diversos grupos no Facebook ou mesmo na Ludopedia que possui uma extensa listas de trocas com propostas interessantes.

Aplique essas regras para trocas

Não diminua seus requisitos quando trocar jogos. Somente porque você recebeu uma oferta justa para trocar seu jogo por um jogo que você considera “OK” isso não significa que você precise troca-lo. Lembre-se que talvez você ainda precise pagar o envio do jogo, sendo mais um custo para você. Considere trocas da mesma maneira que você deve considerar novas aquisições.

Se você trocar seu jogo por um jogo que você não jogou e nem ao menos conhece, e sem perspectiva de joga-lo pode ser que você talvez tenha que no fim das contas vende-lo, não fazendo sentido trocar seu jogo por algo que vai ter dar o trabalho de vender no futuro.

Qual idéia você achou mais interessante? Já aplicou algumas delas na sua coleção e conseguiu bons resultados? Deixe seu comentário 🙂

Curta e compartilhe nosso conteúdo com seus amigos e siga nosso BLOG e nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram.

 

Anúncios

Um comentário sobre “20 idéias para manter sua coleção de jogos de tabuleiro sob controle (parte 1)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s