Como você mantém sua coleção de jogos sob controle?

Se gostou do nosso conteúdo, assine nosso canal na Ludopedia e siga nosso BLOG

Curta, divulgue e compartilhe nossa página no Facebook e no Instagram

overrun-game-closet
Sua estante já está assim?

Ah, o tamanho da sua coleção de jogos de tabuleiro, uma preocupação (ou não) que ainda vai chegar a sua mente!

Com o recente crescimento do mercado aqui no Brasil, é muito bacana saber que temos muitos títulos interessantes à disposição, sem precisar importar ou mesmo compra-los usado. Mas juntamente com a disponibilidade também existe uma tendência do crescimento do número dos jogos nas coleções, e isso é bom, certo? Não necessariamente! É muito fácil você passar de jogador a colecionador sem mesmo perceber.

Jogos que já estão lacrados na estante a meses, jogos que só foram jogados uma vez, jogos que você mal aprendeu a jogar e não viram mais mesa são apenas alguns indicativos que talvez você esteja comprando mais do que jogando.

Claro que isso não é necessariamente um problema para todo mundo, e nem deveria ser, mas confesso que eventualmente me pego pensando a respeito do tamanho da minha coleção, o tempo que tenho para jogar e se realmente vale a pena investir em novos títulos.

Com isso em mente fiz algumas pesquisas e coletei algumas dicas que o pessoal geralmenete usa para assim gerenciar melhor sua coleção!

Pode ser que nem todas sirvam para você, mas talvez você encontre aqui algumas idéias para refletir a respeito!

1. Experimente sempre que possível antes de comprar

Dependendo de onde você mora, testar jogos em eventos, locadoras ou lugares para jogar seja possível, e talvez realmente veja melhor você tentar jogar aquele jogo que lhe interessa antes de compra-lo. Hoje em dia é até mesmo possível jogar certos jogos no formato digital, gratuitamente em sites como Board Game Arena ou Yucata. Talvez isso lhe ajude na hora de decidir pela compra…

2. Não compre jogos “OK”

Se você já sabe que o jogo é apenas razoável, não deveria existir razão para você compra-lo se pode investir esse dinheiro em títulos melhores. Resista a atenção mesmo que o preço estiver muito bom, afinal, o jogo não melhora mesmo pagando barato.

3. Reduza sua coleção “sem dó”

Se o título não lhe agradou, não tem grupo, é muito longo, etc, simplesmente passe-o para frente. Venda sem dó, afinal, se não fize-lo ele provavelmente só ficará ocupando espaço na sua estante.

4. Evite promoções tentadoras de jogos que você não conhece

Dinheiro gasto não volta fácil, então tente evitar jogos desconhecidos mesmo que a preços tentadores. Tente guardar essa grana para títulos que realmente vão agregar. Limite seus gastos dessa maneira para não comprar títulos ruins, mesmo que baratos.

5. Preste atenção ao que seus amigos, familiares ou parceiros de jogos gostam

Se você não joga exclusivamente sozinho é importante você comprar títulos que realmente verão mesa. Se comprar títulos que só você gosta talvez precisará montar outros grupos, caso contrário será dinheiro gasto com um título que dificilmente verá mesa.

6. Preste atenção aos rankings, notas e comentários de jogos que você não conhece

Não estou aqui dizendo que os rankings são mandatórios e você deve gostar de tudo que está lá, mas é interessante muitas vezes dar uma pesquisada e ver notas, comentários, reviews e gameplays de títulos que você deseja comprar mas ainda não conhece. Isso com certeza o ajudará a filtrar suas compras de maneira mais adequada e evitará compras desnecessárias.

7. Não compre (ou mantenha) grandes jogos que você não gosta

Não é só porque o jogo é considerado um clássico que você tem obrigação de mante-lo na sua coleção. Grandes jogos são bons por uma série de razões, mas se não for para você, passe-o para frente e libere espaço na sua coleção 🙂

8. Troque jogos

Essa é uma maneira interessante, embora não muito comum por aqui, de conseguir novos títulos. Você tem a chance de experimentar novos títulos sem gastar muito (eventualmente só com o frete).

9. Evite jogos impossíveis de serem jogados

Por mais que você seja um grande fã de certos títulos, convenhamos que em muitas situações você não jogará aquele jogo, seja pelo tempo de partida, pela dificuldade ou qualquer outro motivo. Se esse for o caso, considere a possibilidade de vende-lo, ou de pelo menos conseguir um grupo para joga-lo de vez em quando. Existem muitos títulos que eu gostaria de jogar mas sei que são impossíveis de serem jogados na minha atual situação, e portanto devo evita-los por hora 🙂

10. Evite jogos redundantes

Dependendo do tamanho da sua coleção, talvez seja uma opção considerar jogos que são praticamente iguais e passa-los para frente. E também evitar comprar jogos que são muito parecidos com outros títulos da sua coleção.

11. Rode sua coleção com certa frequência

Tente montar um plano ou sistema para jogar todos os seus jogos de tempos em tempos. Isso é bacana para você manter sua coleção sendo jogada com certa frequência e lhe ajuda a manter sua percepção sobre seus jogos atualizada e perceber que as vezes certos títulos já não são tão interessantes quanto antes. Nesse ponto também é interessante você controlar suas partidas, pois essa informação lhe dará a percepção correta de quais jogos são jogados e quais não são. (Aqui estamos tentando jogar sempre que possível um jogo diferente até passarmos todos, num projeto chamado “Um jogo por dia”).

12. Tente estabelecer um limite

Agora, qual o limite e se haverá um é você que decide. Mas o ponto é, jogos para jogar ou para ficarem apenas na estante? Você pode pensar em limites na quantidade de jogos, no espaço para armazenamento, na quantidade de partidas jogadas, etc. Você também pode pensar em regras do tipo “compro um novo vendo um velho”, “jogos não jogados em X meses são vendidos”,  a decisão e os critérios serão seus 🙂

13. Uma coleção controlada é mais fácil de ser organizada e exibida

Junto com o tamanho da coleção vem a preocupação de como armazena-los adequadamente. Uma coleção controlada tende a ser armazenada de maneira mais interessante.

14. Vai lhe dar liberdade para comprar o que realmente lhe interessa

Se você controlar sua coleção muito provável sobrará espaço e grana para você comprar os títulos que realmente lhe interessarão, pois você terá mais controle sobre sua coleção.

15. Mude sua coleção de acordo com seus gostos

Sua coleção não deve ser tão estática, se seus gostos de um tempo para cá mudaram, mude sua coleção também! Saber o que você gosta vai ajuda-lo bastante nesse aspecto.

E para você, como você faz para manter sua coleção sob controle?

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s