Prêmio Spiel des Jahres, alguns jogos vencedores e suas curiosidades (Parte 3)

Não perca as novidades seguindo nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram e também em nosso BLOG.

logo

Nessa série, falaremos a respeito de alguns jogos premiados pelo Spiel des Jahres e suas curiosidades. Para quem não conhece, o Spiel des Jahres é uma importante premiação alemã que premia os melhores jogos lançados por lá desde 1979. Vamos para a segunda parte (se perdeu a primeira parte, não se preocupe, pode lê-la clicando aqui e a segunda parte clicando aqui).

Catan – Vencedor de 1995

CatanA história do Catan é bem conhecida, mas a parte que eu acho mais interessante seria: O jogo era um projeto de massa, que levou 4 anos para ser desenvolvido. A medida que Teuber reduzia o jogo aos seus elementos essenciais, ele foi ficando parecido com o que temos hoje. O grande momento aconteceu em 1993 quando Teuber começou a usar hexágonos ao invés de quadrados. Ele também removeu elementos que simulavam descobrimentos do jogo. Essas idéias mais complexas do Catan foram desenvolvidas por ele em outros jogos posteriores como Lowenherz e Entdecker, que junto com o próprio Catan acabaram ficando conhecidos como a “Trilogia Catan”.

El Grande – Vencedor de 1996

El GrandeUm dos amigos do designer Wolfgang Kramer, chamado Richard Ulrich o abordou em meados de 1992 com um protótipo chamado “The Trojan Horse”. Kramer gostou do jogo, que apresentava um cavalo de Tróia colocando tropas em diversos lugares à medida que ele passava pelos locais. Kramer e Ulrich concordaram em desenvolver o jogo em conjunto. Eles apresentaram o jogo em 1993 mas ele acabou sendo rejeitado por ser muito complexo. Eles continuaram o desenvolvimento até 1994 quando Kramer viajou para a “Nuremberg Toy Fair” com o protótipo na mala e descobriu que havia um outro jogo já publicado com o mesmo tema. Eles voltaram então para a mesa de design e concordaram que mesmo tendo mecânicas diferentes, dois jogos com o mesmo tema não poderiam ser publicados na mesma época.

Mississippi Queen – Vencedor de 1997

MissKlaus Teuber, do Catan, estava trabalhando com Goldsieber nesse projeto, embora estivesse também cuidando do consultório dentário que ele herdou de seu pai. Teuber fez os componentes protótipos do Mississippi com os materiais do consultório. Foi dele também a idéia de pegar dois passageiros nesse jogo.

 

Tikal – Vencedor de 1999

TikalKiesling abordou Kramer com a proposta de criarem um jogo baseado na idéia de uma cidade em um lago que eventualmente apareceria na superfície. Kramer gostou da idéia e ambos começaram então a experimentar mecânicas para similar a cidade emergindo e submergindo. Um dia Kiesling mandou um fax para Kramer com a figura de hexagonos conectados por escadas. A imagem lembrou Kramer a respeito dos templos Maias e ele imediatamente falou com Kiesling sugerindo a mudança no tema, que seria uma escavação arqueológica nas ruínas Maias. Esse jogo se tornou o Tikal.

Carcassonne – Vencedor de 2001

CarcassonneAs primeiras idéias para Carcassonne vieram para Klaus-Jurgen quando ele estava viajando pelo sul da França de férias no final da década de 1990. Ele estava traçando a história dos cruzados contra os cátaros para um livro que ele estava escrevendo e sua viagem o levou a uma região coberta por castelos e cidades muradas. Ele se apaixonou pelo lugar e sua viagem lhe rendeu a idéia de um jogo onde os jogadores imitariam a construção e crescimento de cidades e castelos.

Villa Paletti – Vencedor de 2002

VillaEnquanto Bill Payne estava cuidando de seu sobrinho Joey, que estava brincando com algumas peças de madeira, Bill de repente se viu inspirado para criar um novo jogo, então ele pegou alguns frigideiras, algumas peças de Jenga e começou então a criar o jogo que eventualmente seria o Villa Paletti. Após algumas variações e alguns anos mais tarde, o protótipo estava completo.

Está gostando da série “Vencedores do Spiel des Jahres, suas histórias e curiosidades”? Curta nosso canal e deixe seu comentário 🙂

Prêmio Spiel des Jahres, alguns jogos vencedores e suas curiosidades (Parte 2)

Não perca as novidades seguindo nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram e também em nosso BLOG.

logo

Nessa série, falaremos a respeito de alguns jogos premiados pelo Spiel des Jahres e suas curiosidades. Para quem não conhece, o Spiel des Jahres é uma importante premiação alemã que premia os melhores jogos lançados por lá desde 1979. Vamos para a segunda parte (se perdeu a primeira parte, não se preocupe, pode lê-la clicando aqui)

Auf Chase – Vencedor de 1987

AufAuf Chase é o único vencedor do Spiel des Jahres que nunca foi lançado em língua inglesa. Quando Wolfgang Kramer foi questionado a esse respeito ele disse que tinha começado a desenvolver um jogo similar, chamado “Trucker” no final da década de 80 para ser lançado nos Estados Unidos.Após um ano de análise a Hasbro rejeitou o projeto. Auf Chase vendeu mais de 900,000 cópias só para países de fala alemã, e parece que a Hasbro perdeu uma oportunidade bem lucrativa com esse…

Barbarossa – Vencedor de 1988

BarbaEm 1981, Klaus Teuber, um técnico dental, estava insatisfeito com sua empresa e profissão, ele então começou a desenvolver jogos em seu porão. Ele esteve lendo “Riddle-Master” uma trilogia de fantasia da Patricia McKillip e tentou transformar a experiência do livro em um jogo, que foi sua inspiração para criar Barbarossa, um jogo onde um homem vence um concurso de charadas e adivinhações contra um fantasma. Foi o primeiro grande jogo do Teuber.

Cafe International – Vencedor 1989

CafeEsse jogo foi desenvolvido aproximadamente 20 anos antes do seu lançamento pela Mattel. Quando Hoffmann originalmente desenvolveu a idéia não se tratava de beber café e sim diferentes grupos folclóricos sentados em uma taverna para beber. Os pontos para visitar o bar que estão no meio do tabuleiro representavam o aumento ou diminuição dos níveis de alcóol à medida que se bebia sozinho. No fim das contas o tema foi modificado pelo fato do tema original ser considerado inapropriado.

Um Reifenbreite – Vencedor 1992

ReifUm incêndio destruiu a maioria das cópias do jogo antecessor, o Homas Tour. Não se sabe ao certo quantas cópias foram destruídas mas muitas já estavam no mercado. Hoje as versões do Homas Tour são raras e procuradas no mercado por colecionadores. Posteriormente uma batalha pelos direitos do jogo foi travada, fazendo a história desse jogo uma das mais interessantes.

Liar’s Dice – Vencedor 1993

LiarsBorg inicialmente fez o jogo para jogar com seus amigos, mas posteriormente ele decidiu com sua esposa, publicar e vender o jogo por conta própria na próxima feira de jogos, a GenCon. Eles investiram bastante tempo e dinheiro da família nessa iniciativa. Alugaram um espaço no evento, mas venderam apenas seis cópias! Richard Borg voltou para casa muito chateado e decepcionado, mas felizmente uma das cópias foi vendida para um cara que trabalhava para a Milton Bradley onde o jogo virou um sucesso!

Até amanhã na terceira parte da série!

Prêmio Spiel des Jahres, alguns jogos vencedores e suas curiosidades (Parte 1)

Não perca as novidades seguindo nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram e também em nosso BLOG.

logo

Um usuário do Board Game Geek, Chris Wray publicou por lá uma lista com os jogos vencedores do prêmio alemão Spiel des Jahres com algumas curiosidades interessantes a respeito de alguns jogos. Na verdade, Chris escreveu uma extensa série a respeito chamada “SdJ Revisited” e posteriormente ele criou a lista no BGG (para ver a lista completa em inglês clique aqui)

Selecionei algumas histórias interessantes a respeito de alguns jogos que venceram esse prêmio, confira nossa primeira parte!

Rummi

Rummikub – Vencedor em 1980

Ephraim Hertzano e sua esposa Hanna adoravam um jogo de cartas chamado Rummy, mas jogar cartas era ilegal onde eles moravam (Romênia, 1930 – 1940). Então o sr. Hertzano, um fabricante de escovas de dentes, imaginou uma maneira “legal” de jogar o tão amado jogo, substituindo as cartas por peças de plástico, que ficariam apoiadas em bases de madeira.

Enchanted

Enchanted Forest – Vencedor em 1982

Randolph ouviu dizer que a Ravensburger estava procurando um jogo com tema nos contos de fada, e lembrou-se então que Matschoss conhecia bastante a respeito do assunto. Eles então começaram a trabalhar em um jogo de corrida e se isolaram no castelo Sababurg (mais conhecido como castelo da Bela Adormecida) para trabalharem no projeto. Após o café da manhã certo dia eles abandonaram a idéia da corrida, e mudaram para então a idéia de coletarem tesouros. Eles prepararam um protótipo em quatros semanas, que foi apresentado a Ravensburger.

Damp

Dampfross – Vencedor em 1984

Watts fez mais de 70 mapas para Dampfross. Aliás, esse jogo foi o primeiro vencedor desse prêmio que teve diversas expansões e extensões, algo que se tornaria comum mais tarde para os jogos de tabuleiro.

 

Holmes

Sherlock Holmes Consulting Detective: The Thames Murders & Other Cases – Vencedor em 1985

Aparentemente um dos designers que leva crédito pelo jogo, Anthony Uruburu, não existiu.

 

Heim

Heimlich & Co – Vencedor em 1986

É grandemente reconhecido como o primeiro jogo que possuía uma trilha de pontuação ao redor do tabuleiro. Na Alemanha, os jogadores se referem a esse tipo de trilha de pontuação como “Kramer Leiste” em homenagem ao designer do jogo, Wolfgang Kramer. O primeiro jogo com essa trilha ao redor do tabuleiro foi publicado em 1982 pelo Kramer, para uma empresa de gás natural, no entanto como essa trilha foi usada no protótipo do Heimlich, esse jogo recebe o crédito do primeiro a usa-la.

Até nossa parte 2 com mais jogos e suas curiosidades 🙂

 

 

Steve Jackson anuncia o Munchkin Lite!

Não perca as novidades seguindo nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram e também em nosso BLOG.

munchkin-lite

A publicadora Steve Jackson Games está lançando o Munchkin Lite, uma versão simplificada do já conhecido Munchkin.

backcover_smEssa versão tem o mesmo visual e a mesma pegada, mas é jogada mais rapidamente e usando menos espaço na mesa, sendo assim perfeita para 3 a 4 jogadores com tempo de jogo em torno de 1 hora. O jogo vem com 115 cartas e a arte clássica do John Kovalic, além de um dado D6 customizado.

A previsão de chegada nas lojas (lá fora) é Outubro de 2017.

Venha plantar, negociar, colher e vender feijões em Bohnanza!

Não perca nenhuma novidade curtindo nosso canal na Ludopedia, Facebook e no Instagram  e também siga nosso BLOG

Caixa

Bohnanza, do designer Uwe Rosenberg (do Agrícola e Patchwork entre outros) é um jogo familiar, rápido, extremamente divertido para 2 a 5 jogadores com duração de 30 minutos.

Em Bohnanza somos plantadores de feijões, que desejam plantar, negociar, colher e vender seus feijões para conseguir a maior quantidade possível de moedas.

Cada jogador recebe cinco cartas e o jogo está pronto para começar!

Feijões

Um detalhe muito importante em Bohnanza é que as cartas que você recebe no começo do jogo e vai comprando com o decorrer da partida nunca devem sair da ordem que você as recebeu. Isso é importante para o correto andamento do jogo, então antes de começar a jogar é fundamental explicar essa regra para o pessoal não sair “organizando” as cartas na mão assim que as receber.

O jogo possui quatro fases: Plantar, comprar e negociar, plantar os feijões ganhos e comprar novos feijões.

Moedas

Cada jogador possui dois campos de feijão para plantar dois tipos diferentes e o jogador inicial deve começar plantando o primeiro feijão que está na sua mão, conforme a ordem das cartas que ele recebeu (por exemplo, meu primeiro feijão é um feijão azul, então sou obrigado a planta-lo em um dois meus dois campos).

Plantar o primeiro feijão é sempre obrigatório. Ainda na fase de plantar o jogador da vez pode (ou não) plantar mais um feijão. Esse segundo feijão pode ir para o campo já usado ou pode inaugurar um campo novo. No exemplo abaixo, o jogador optou por plantar dois feijões na sua vez, e assim usar seus dois campos.

2 campos ocupados

Após a fase de plantar vem a fase de negociar, então o jogador da vez vai virar duas cartas do baralho de compra, revelando-as para todos. E ele então pode trocar esses feijões que estão abertos na mesa, bem como feijões da sua mão.

Essa parte da negociação é muito divertida e importante, pois é o momento onde você pode passar para frente cartas da sua mão que não lhe interessam.

Todas as cartas negociadas não voltam para sua mão, mas devem ser plantadas e isso é importante, pois se você já está com seus campos ocupados e recebe novos feijões, você deverá colher e vender os feijões do seu campo (talvez não ganhando nada) para dar espaço para os novos.

Outro ponto importante é que todas as trocas nessa fase devem envolver o jogador ativo. Também é possível doar feijões (sim doar!) para o jogador ativo, ou ele pode doar cartas para outros jogadores. Isso faz sentido pois a ordem das cartas na mão é fixa e talvez seja interessante você se livrar de alguma carta que esteja atrapalhando seus planos de uma plantação mais eficiente e lucrativa.

As doações podem ou não serem aceitas pelos jogadores, não é obrigatório aceitar uma doação. Todas as trocas e doações devem ser plantadas, nunca voltam para a mão.

Se outro jogador (que não o jogador ativo) fez uma troca, ele também deverá plantar esse feijão.  Nunca as cartas voltam para a mão, sempre ficam na mesa e devem ser plantadas (isso é importante).

Após a negociação, os novos feijões são plantados e o jogador da vez compra três cartas de feijão novas e coloca-as no final da sua mão e seu turno encerrou-se.

É possível colher e vender seus feijões a qualquer momento, e eles renderão moedas de acordo com a tabela apresentada na própria carta de feijão (o verso das cartas representa as moedas) e também liberarão seus campos para o plantio de novos feijões. No exemplo abaixo, a colheita e venda de dois feijões comuns rende duas moedas.

Feijão comum

Existe também a possibilidade do jogador comprar um terceiro campo de feijão pagando três moedas por ele. Dessa maneira o jogador terá mais um espaço para plantar feijões, deixando seu jogo mais flexível.

3rd campo

O jogo termina quando o baralho de compra se esgotar pela terceira vez, quem tiver mais moedas é o vencedor.

Bohnanza é um jogo que estava esperando sua estreia aqui em casa faz muito tempo, e depois de jogarmos duas partidas bateu aquele arrependimento “porque não jogamos isso antes!”.

O jogo é sensacional, muito simples, rápido, e a parte da negociação extremamente engraçada com as “propostas” feitas. Não adianta se apegar aos feijões plantados, é preciso saber a hora de vender e aproveitar as oportunidades que surgem.

Cada vez que o baralho de descarte é embaralhado novamente, ele fica menor, então as opções de plantio ficam cada vez mais restritas, afinal muitas cartas já saíram do jogo e estão com os jogadores como moedas, então fazer as combinações vai ficando cada vez mais complicado e as negociações pegam fogo.

Um jogo obrigatório! E fique de olho pois ele está voltando ao mercado brasileiro pela editora Papergames. É um jogo simples, muito agradável e divertido, vamos plantar uns feijões?

 

Animal Upon Animal – Equilibre-se e monte a maior pilha de animais!

Não perca as novidades seguindo nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram e também em nosso BLOG.

Animais

Animal Upon Animal, lançado recentemente no Brasil pela editora Conclave, do designer Klaus Miltenberger, é um jogo infantil, de 2 a 4 jogadores, com duração de 15 minutos e idade recomendada a partir de 4 anos, onde o objetivo final é ser o primeiro a empilhar todos os seus animais.

Pilha

Como descrito pela proposta do jogo , é uma atividade que exigirá dos participantes habilidade e sorte para conseguir montar uma pilha com todos os seus animais.

Caixa

Cada jogador recebe 7 animais (um de cada tipo e formato diferente), e o crocodilo que serve como a base da pilha é colocado no centro da mesa e o jogo está pronto para começar.

Como trata-se de um jogo infantil, ele é muito simples, e na sua vez cada jogador deve rolar o dado e verificar como deve proceder de acordo com o resultado. As seguintes possibilidades acontecem:

  • Um ponto – O jogador pega um animal do seu estoque e deve  coloca-lo sobre a pirâmide com apenas uma mão, cuidadosamente.
  • Dois pontos – O jogador pega dois animais e deve coloca-los sobre a pirâmide, com apenas uma mão e cuidadosamente.
  • Crocodilo – O jogador pega um animal do seu estoque e deve coloca-lo ou no rabo  ou na boca do crocodilo, aumentado dessa maneira a base da pirâmide de animais.
  • Mão – Escolha um animal do seu estoque e entregue-o para outro jogador, que deverá empilha-lo.
  • Ponto de interrogação – Os outros jogadores determinam qual animal você deverá empilhar.

Mas e se a pirâmide animais desmoronar?

O empilhamento termina imediatamente, e se um ou dois animais caíram, o jogador que estava empilhando deve pega-los e coloca-los em seu estoque de animais. Se mais animais caírem, o jogador que estava empilhando pega dois e os demais voltam para a caixa do jogo.  Se todos os animais caírem sem a interação de ninguém eles devem voltar para a caixa do jogo.

Animais 2

Se quiser deixar o jogo mais desafiador é possível distribuir todos os animais para todos os jogadores (ao invés de apenas 7) e também em caso de desmoronamento o jogador responsável deverá pegar cinco animais ao invés de dois, e se o jogador tiver apenas um animal no seu estoque, deverá empilha-lo em seu turno, sem rolar o dado.

Animal Upon Animal é um jogo bonito e simples, que com certeza agradará a criançada e envolverá até mesmo os adultos na árdua tarefa de empilhar animais. É um jogo com elementos fáceis de manusear e usar, afinal, os animais são grandes, coloridos e bonitos, e possibilitam diversas possibilidades de empilhamento.

Jacare

Além disso é rápido, o que possibilita diversas partidas na sequência, e com certeza vai auxiliar no desenvolvimento da coordenação motora dos pequenos. Ajudará a lidar com a frustração de ver sua pilha desmoronar e começar tudo de novo. É inclusive o tipo de jogo que pode ser comprado para os menores, que mesmo sem o entendimento da mecânica do jogo, já poderão se familiarizar com os componentes e com certeza se divertirão muito com os animais coloridos!

Expansao base

E ai, vamos empilhar alguns animais?

 

Z-Man anuncia o Junggle

Não perca as novidades seguindo nossos canais na Ludopedia,  Facebook e no Instagram e também em nosso BLOG.

junggle

A Z-Man Games anunciou o lançamento de um novo jogo, chamado “Junggle” dos designers Bruno Faidutti e Anja Wrede. É um jogo para 2 a 10 jogadores  que possibilita jogar até 5 jogos diferentes com o mesmo baralho e com uma única carta mostrando a hierarquia de todos os animais.

zm004_cardfan1

Com esses dois componentes você terá jogos de diferentes estilos, como jogos com mais sorte, como o “King of the Jungle” ou outra possibilidade que envolve mais o blefe em “Jungle Party”. Mais detalhes estarão disponíveis à medida que a data do lançamento se aproximar, fique de olho 🙂